Um projeto entre as italianas Forgiatura Marcora e Fomec com a brasileira Gaia Partners instalará em Seropédica, Região Metropolitana do Rio, uma unidade fabricante de aços especiais para a cadeia da indústria do petróleo e gás do Rio de Janeiro.

A parceria prevê investimento de R$ 120 milhões e criação de 100 postos de trabalho. A Companhia de Desenvolvimento Industrial (Codin) negociou a vinda da forjaria para o Rio e já prevê a instalação de uma unidade de outro grupo estrangeiro no setor.

“O interesse no setor de forjaria tem a ver com a cadeia de petróleo e gás, que continuará crescendo muito. São empresas que atraem fabricantes de partes e peças. Com isso, aumenta a oferta de conteúdo nacional”, disse a presidente da Codin, Conceição Ribeiro.

A unidade de Seropédica entrará em operação em 2015 e fornecerá até 40 mil toneladas/ano em aços especiais para utilização em equipamentos de exploração em condições submarinas. Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Julio Bueno, o investimento se enquadra nos esforços que vêm sendo feitos com foco no mercado subsea.

“A instalação de uma forjaria adensa ainda mais a cadeia produtiva disponível para a indústria de óleo e gás. O investimento é fruto da política de atração do Governo”, explicou Bueno.

O Estado dispõe de mecanismos para a atração de novos empreendimentos, como concessão de incentivos, infraestrutura e financiamento. Estima-se que, até 2020,

serão investidos US$ 100 bilhões em equipamentos submarinos. Para atrair fornecedores do segundo e do terceiro elo da cadeia, a secretaria está desenvolvendo o polo fluminense de subsea.

Wilson Beserra declarou que a vinda de uma forjaria para a cidade confirma a excelente parceria entre a prefeitura e o Governo do Estado em prol de melhor qualidade de vida, com empregos e renda vindo com novos investimentos.

 

Faça o seu comentário