Rio de Janeiro/RJ – A Operação Integrada Rodovida Cidades 2016-2017, coordenada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), teve seu início com uma ação realizada na Ponte Rio-Niterói (BR-101), em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, na sexta-feira (16). Um grande aparato de fiscalização foi montado pela PRF, na altura da praça do pedágio, com viaturas, motocicletas e um helicóptero para o patrulhamento aéreo. Houve também a participação de equipes da operação ‘Lei Seca’ do Estado do Rio de Janeiro, Batalhão de Polícia Rodoviária da Polícia Militar (BPRv), 12o Batalhão da PM (Niterói), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Departamento Estadual de Trânsito (Detran/RJ), concessionária EcoPonte e Niterói Transportes e Trânsito (NitTrans).

O objetivo da Rodovida é a redução dos acidentes no período de festas, férias escolares e carnaval, através da integração entre os órgãos e entidades federais, estaduais e municipais ligados ao trânsito e rodovias, com ações simultâneas e coordenadas. A operação segue até março do ano que vem, com prioridade na atuação em pontos críticos das rodovias federais. A Rodovida integra o Pacto pela Redução de Acidentes, criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), que proclamou o período de 2011 a 2020 como a Década Mundial da Ação pela Segurança do Trânsito.

No primeiro dia, na Ponte Rio-Niterói, foram fiscalizados mais de 600 veículos, sendo emitidas 226 autuações para motoristas infratores, dois deles embriagados. Cinco veículos foram retidos por irregularidades administrativas e um apreendido, pois possuía registro de roubo. O motorista disse ter pago cerca de R$ 2 mil pelo carro roubado. Ainda foram apreendidos 29 quilos de maconha, com dois suspeitos de tráfico de entorpecentes, os quais tentaram dispensar a droga quando viram a fiscalização. A maconha foi encontrada, com a ajuda das imagens das câmeras da concessionária, e eles acabaram presos.

O evento teve também caráter educativo, com a realização do ‘Cinema Rodoviário’ da PRF. Um ônibus multimissão, com equipamentos audiovisuais e uma equipe de policiais rodoviários federais especializados em educação para o trânsito, foi utilizado na apresentação de breves palestras e vídeos para sensibilizar os motoristas infratores flagrados durante a fiscalização. Agentes e cadeirantes da ‘Lei Seca’ contribuíram na abordagem educacional aos ocupantes dos veículos que foram parados por alguma infração de trânsito.

 POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL

Núcleo de Comunicação Social – RJ

[email protected]

Faça o seu comentário