A Coordenação de Vigilância Epidemiológica, da Secretaria de Saúde e Defesa Civil de Seropédica reuniu nesta quinta-feira 24/02 profissionais de saúde e a equipe da Funasa (Mata Mosquito) para o 1º Treinamento no combate ao Aedes Aegypti para profissionais da educação, com explicações sobre condutas caso de transmissão das doença feitas pelo mosquito e medidas preventivas no controle de vetores. Esta primeira aula foi ministrada pela coordenadora de Epidemiologia Irinéia Sant’Anna.

Seropédica sempre cuida da saúde através da prevenção! Capacitando todos nossos profissionais de saúde, e repassando a capacitação para a educação, onde os professores tem contato diário com os alunos, assim o Município estará preparado para enfrentar uma possível epidemia desta nova doença, disse o Prefeito Martinazzo.

O Secretário de Saúde e Defesa Civil Dr. Cesar Cilento explicou ao Seropédica Online que a Zika pode acarretar epidemia maior do que a do vírus da dengue. “É diferente da dengue [cuja] velocidade de transmissão, eventualmente, se consegue diminuir, a Zika tem uma capacidade de infectar mosquito muito maior do que o vírus da dengue”. Disse.

Relatório Sobre a Prevenção

Tendo em vista o numero de casos registrados das doenças dengue, Chikungunya e Zika Vírus, e em face as sérias complicações que essas epidemias causam à população, dentre elas a microcefalia, o Ministério da Saúde declarou Situação de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional.

Neste contexto faz-se necessário o fortalecimento de estratégias que contribuam com uma maior integração entre as áreas de prevenção e controle na Rede Assistencial. Um importante foco de ação é o COMBATE ao mosquito transmissor Aedes aegypti, e grande parte das ações encontram-se no âmbito da Atenção Básica.

A Politica Nacional da Atenção Básica (PNAB) prevê, dentre outras, ações de Vigilância em Saúde sob a responsabilidade das equipes de Atenção Básica ressaltando o importante e necessário papel dos profissionais para realização do cuidado integral aos cidadãos. Com isso, sabe-se que as equipes de Atenção Básica já desenvolvem atividades de promoção da saúde, de prevenção das doenças e agravos e de Vigilância da Saúde, por meio de visitas domiciliares, ações educativas individuais e coletivas, consultas entre outros, reforçando o compromisso em torno de ações que apresentam impacto sobre a situação de saúde da população Seropedicense.

No mês de dezembro de 2015 o Ministério da Saúde emitiu uma NOTA TÉCNICA para os Gestores do Sistema Único de Saúde e Equipes de Atenção Básica, com o assunto ” AÇÕES DA ATENÇÃO BÁSICA VISANDO AO ENFRENTAMENTO DO AEDES AEGYPTI“, nessa nota técnica a Política Nacional de Atenção Básica (PNAB) prevê, dentre outras, ações de Vigilância em Saúde sob a responsabilidade das equipes de Atenção Básica ressaltando o importante e necessário papel dos profissionais para realização do cuidado integral aos cidadãos. Com isso, sabe-se que as equipes de Atenção Básica já desenvolvem atividades de promoção da saúde, de prevenção das doenças e agravos e de vigilância à saúde, por meio de visitas domiciliares, ações educativas individuais e coletivas, consultas, entre outros. Em janeiro de 2016 todas as equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF/Atenção Básica) foram capacitadas para incluírem em suas visitas a metodologia do Ministério da Saúde no combate ao Aedes aegypti, a partir dessa capacitação todos os Agentes Comunitários de Saúde encontram-se preparados para vistoriar as residências com o olhar voltado para o combate ao Aedes aegypti, além disso todos participarão do projeto “MEU BAIRRO SEM AEDES AEGYPTI“.

O enfrentamento ao Aedes aegypti  nos últimos 20 anos tem mostrado que em alguns aspectos, vem transcendendo o setor saúde, apontando para a necessidade da conjugação de uma série de esforços solidários e de parcerias Intersetoriais e interinstitucionais, a fim de alcançar a redução do índice de infestação do mosquito Aedes aegypti e consequentemente a diminuição do número de casos atualmente não apenas de dengue nas emergências hospitalares, mas também de chikungunya e Zika Vírus, possibilitando um atendimento humanizado e de qualidade, impedindo mortes evitáveis, a no caso do Zika vírus no levando ao enfrentamento da microcefalia fetal.

QUANDO INICIOU

O PROJETO MEU BAIRRO SEM AEDES AEGYPTI, inicialmente era chamado  de “MEU BAIRRO SEM DENGUE”que foi colocado em prática no 1º semestre de 2011 de janeiro a julho, sendo retomado em outubro de 2011 a junho de 2012 com uma nova proposta dos 10 minutos contra dengue, sugerida pela Secretaria do Estado de Saúde do Rio de Janeiro e em março de 2013 a junho de 2013 utilizando ainda a proposta dos 10 minutos contra a Dengue, em 2015 apresentamos todo o trabalho voltado não apenas para a Dengue, mas também e principalmente para a febre do Chikungunya, porque o CHIKV apesar de não ser letal é incapacitante, o que acarretará uma sobrecarga na demanda por fisioterapia e afastamentos dos setores de trabalhos.

Atualmente em 2016 estamos enfrentando o Zika Vírus e a Microcefalia, e a proposta agora é dos 10 minutos que salvam vidas, porque agora o perigo triplicou, estamos correndo o risco de três epidemias e o mosquito é o mesmo o único o Aedes aegypti, sabemos que o Aedes Albopictus também tem potencial como transmissor, mas até o momento não foi considerado transmissor no Brasil.

No ano de 2015, tivemos um período longo de seca durante todo o verão, com o início do período chuvoso, no mês de março, e como já foi comprovado por pesquisadores da Fiocruz os ovos das fêmeas de Aedes aegypti e do Aedes albopictous, podem permanecer em local seco por um período de até 450 dias, por esse motivo planejamos o reinicio do projeto Meu Bairro Sem Dengue para Maio/2015, pois sabemos que com inicio das chuvas e a temperatura em torno de 30Cº, reinicia-se mais uma vez o período de proliferação do mosquito e o aumento expressivo dos casos de dengue nas Emergências Hospitalares.

O projeto está sendo retomado, trabalhando a eliminação de criadouro de mosquito e reciclagem de inservíveis, continuando a proposta dos 10 minutos que salvam vidas combatendo dengue, chikungunya e zika vírus.

O motivo dos 10 minutos é o fato do mosquito viver dentro de nossas casas, e para garantir a saúde de nossa família e de nossa comunidade, basta escolher um dia da semana e fazer um compromisso pessoal consigo mesmo e com sua família de fazer uma checagem de cerca de 10 minutos nos locais onde o mosquito costuma colocar seus ovos; esteja onde estiver em casa, no trabalho, em viagem, é um compromisso social e individual; sendo de grande importância informação sobre reciclagem de Poli tereftalato de etileno (PET), lata de refrigerante, sucos e cerveja, caixas Tetra Pak de leite e sucos e copos de guaraná natural e mate.

O objetivo do projeto é trabalhar todos os bairros do Município de Seropédica inclusive as Escolas de cada localidade envolvendo os alunos e a comunidade através de Mobilização social pelos Agentes de Combates as Endemias e Agentes Comunitários de Saúde nas Estratégias de Saúde da Família ( ESF), juntos trabalhando em mutirão nas visitas domiciliares, utilizando o espaço dos Postos das ESF com palestras e sala de espera com divulgações e informações sobre o a controle do Mosquito Aedes aegypti.

Todo o trabalho é baseado a partir da avaliação da infestação vetorial do Aedes aegypti, o que permite que o Município seja  em grupos de Bairros chamados Cinturões classificados por cores conforme as áreas:

– Cinturão Vermelho (áreas urbanas): São Miguel, Santa Sofia, Fonte Limpa, Fazenda Caxias, Peixoto, Campinho de Areia e Mutirão;

– Cinturão Amarelo (área semi-urbana): Km 39, Dom Bosco, Oza,, Km 42,

Piranema, Canto Rio;

– Cinturão Verde (semi-rural): Incra, Ecologia, Jardim Maracanã e

-Cinturão Azul (rural): Santa Alice, Coletivo e Nazareth.

Desde o inicio foram formados parcerias intersetoriais com a Coordenação de Estratégia de Saúde da Família, Coordenação de Educação Permanente e Promoção da Saúde, Coordenação de Ação e Prevenção de Combate as Endemias e parcerias interinstitucionais com a Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Obras, Secretaria Municipal se Transporte e Serviços Público, Secretaria de Governo, Secretaria de Meio Ambiente, Secretaria Municipal de Planejamento, Secretaria Municipal de Ordem Pública e Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos; que em conjunto executaram ações baseada na Mobilização social com ênfase na Promoção da Saúde e Prevenção de doenças e agravos, utilizando a estratégia de Educação em Saúde Ambiental nas visitas domiciliares.

É importante lembrar que atualmente o Projeto Meu Bairro Sem Aedes aegypti faz parte do calendário Escolar de Seropédica.

CRONOGRAMA DAS ATIVIDADES NAS ESF

1ª SEMANA

/  

BAIRRO

 

ESF

 

HORARIO

 

AÇÕES

 

2ª Feira

 

 

KM 39

 

Enfermeira:

Tel:

 

 

09h00min

Mobilização Social na Comunidade com a participação das ESF
 

D.BOSCO

 

Enfermeira:

Tel:

 

 

09h00min

Mobilização Social na Comunidade com a participação das ESF
 

KM 41

 

CEMES

Enfermeira:

Tel:

 

09h00min às 17h00minh EDUCAÇÃO EM SAÚDE

SALA DE ESPERA

         
 

 

3ª Feira

 

 

OZA

 

Enfermeira:

Tel:

 

 

09h00min

Mobilização Social na Comunidade com a participação das ESF
 

Km 40

 

CLINICA DA FAMILIA

Enfermeira:

Tel:

 

 

 

09h00min

Mobilização Social na Comunidade com a participação das ESF
 

KM 41

 

CEMES

 

09h00min às 17h00minh EDUCAÇÃO EM SAÚDE

SALA DE ESPERA

         
 

4ª Feira

 

 

 

 

KM 42

 

Enfermeira:

Tel:

 

 

09h00min

Mobilização Social na Comunidade com a participação das ESF
 

KM 41

 

CEMES

09h00min às 17h00minh EDUCAÇÃO EM SAÚDE

SALA DE ESPERA

     

 

   
 

 

5ª Feira

 

 

 

 

 

5ª FEIRA

 

 

 

PIRANEMA

 

 

Enfermeira:

Tel:

 

 

09h00min

Mobilização Social na Comunidade com a participação das ESF
 

CANTO DO

RIO

 

Enfermeira:

Tel:

 

09h00min

Mobilização Social na Comunidade com a participação das ESF
 

KM 41

 

CEMES

09h00min às 17h00minh EDUCAÇÃO EM SAÚDE

SALA DE ESPERA

         
 

 

6ª feira

 

INCRA

 

Enfermeira:

Tel:

 

09h00min Mobilização Social na Comunidade com a participação das ESF
 

MUTIRÃO

Enfermeira:

Tel:

 

09h00min Mobilização Social na Comunidade com a participação das ESF

 

                                                                           2ª SEMANA

 

2ª FEIRA

CAMPINHO

DE AREIA

Enfermeira:

Tel:

09h00min Mobilização Social na Comunidade com a participação das ESF
PEIXOTO Enfermeira:

Tel:

09h00min Mobilização Social na Comunidade com a participação das ESF
         
 

3ª FEIRA

FAZENDA

CAXIAS

Enfermeira:

Tel:

09h00min Mobilização Social na Comunidade com a participação das ESF
SANTA

SOFIA

Enfermeira:

Tel:

09h00min Mobilização Social na Comunidade com a participação das ESF
         
 

4ªF EIRA

FONTE LIMPA Enfermeira:

Tel:

09h00min Mobilização Social na Comunidade com a participação das ESF
SÃO MIGUEL Enfermeira:

Tel:

09h00min Mobilização Social na Comunidade com a participação das ESF
         
 

5ª FEIRA

 

JARDIM MARACANÃ

 

Enfermeira:

Tel:

09h00min Mobilização Social na Comunidade com a participação das ESF
 

COLETIVO

 

Enfermeira:

Tel:

 

09h00min

Mobilização Social na Comunidade com a participação das ESF
6ª feira SANTA ALICE
         

 

20160228122812 20160228122821 20160228122830 20160228122843 20160228122855 20160228122909 20160228122920 20160228122932 20160228122944 2016022812295020160228122802