O Espaço Municipal das Artes (EMA) trata-se de um ambiente dedicado às diversas formas de manifestação artística, neste ambiente acontecem diversas oficinas culturais onde o aluno recebe o devido aprendizado teórico e técnico sobre a área ao qual resolvera se dedicar, seja esta a música, a pintura, o teatro, a dança, entre outras.

O EMA conta com um total de 23 oficinas e é parte integrante dos projetos culturais desenvolvidos pela Prefeitura de Seropédica, a Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte (SMECE), através da coordenação da Subsecretaria de Cultura, é o setor responsável por gerenciar o ambiente.

A “casa das artes” ainda não foi oficialmente inaugurada, no entanto, aproximadamente 600 pessoas, entre crianças e jovens, já fazem parte das oficinas disponibilizadas à população, o espaço fica localizado no km 41 da BR-465 (ant. est. Rio-São Paulo), no bairro Jardim das Acácias, nº 242.

Segundo a Subsecretária de Cultura do município, Nádia Alvarez, a missão do EMA é formar cidadãos através da Arte e da Cultura, além de auxiliar ao desenvolvimento profissional dos mesmos, gerando renda para a população de seu entorno, bem como a moradores de outras regiões da cidade através de algumas oficinas direcionadas à qualificação profissional.

Todos os alunos matriculados obrigatoriamente devem ter a autorização dos responsáveis legais, além de exames físicos, no caso daqueles que participem de atividades onde há necessidade de esforço físico, como a dança, por exemplo.

Dentre as atividades oferecidas estão: Aulas de Violão; Canto; Bateria; Grafite; Pintura; Corte e Costura; Desenho, Ballet, entre outras. Em média, cada aula dura 60 minutos, podendo ser estendida por até 30 minutos caso o aluno tenha a necessidade.

Além de expor e desenvolver as aptidões culturais dos alunos o Espaço Municipal das Artes ainda funciona como um ambiente de inclusão, algumas oficinas são regularmente realizadas no CREI (Centro de Referência em Educação Inclusiva) de Seropédica, local onde são matriculados estudantes com necessidades especiais.

Em algumas ocasiões ocorre o fluxo contrário, os alunos do Centro de Referência em Educação Inclusiva visitam o EMA para acompanharem o trabalho realizado nas oficinas, ambas as iniciativas auxiliam os alunos do CREI em seu desenvolvimento psicomotor e intelectual.

O ambiente ainda é utilizado para a realização dos ensaios da FAMUSE (Fanfarra Municipal de Seropédica), grupo já tradicional no que diz respeito à música no cenário regional.

“É muito importante proporcionar cultura à população, ter o acesso às atividades oferecidas pelo EMA revela aptidões que talvez jamais fossem conhecidas caso a SMECE não proporcionasse essa possibilidade, vemos no rosto das crianças e de seus pais a satisfação em participarem das oficinas, isso é o mais gratificante. A Educação, a Cultura e o Esporte devem caminhar juntos em prol da plena formação do cidadão”, afirmou Lúcia Baroni (Secretária Municipal de Educação, Cultura e Esporte).

234

Faça o seu comentário