Pescadores, familiares e sobreviventes se reuniram na Ilha da Madeira, em Itaguaí, região metropolitana do Rio de Janeiro, para homenagear os doze mortos no naufrágio de dois barcos na Baía de Sepetiba na madrugada do último dia 8 de junho. Segundo a Marinha, a região, conhecida por quem pratica pesca esportiva, estava sob influência de uma área de baixa pressão, com nuvens, raios e ventos que podem ter chegado a 50km/h.

Faça o seu comentário