O terremoto de sábado no sul de Taiwan matou pelo menos 42 pessoas e 107 continuam desaparecidas, segundo o balanço mais recente das autoridades da ilha

O terremoto do último sábado (6) no sul de Taiwan matou pelo menos 42 pessoas e 107 continuam desaparecidas, segundo o balanço mais recente das autoridades da ilha.

As equipes de resgate continuam no terreno e estão fazendo escavações para remover os escombros de um dos edifícios que ruíram na cidade de Tainan, depois de terem sido detectados sinais de vida no local, informou o Serviço de Emergências de Taiwan.

“Em Taipe, num caso similar, salvamos pessoas vivas cinco dias depois do terramoto”, ressaltou o presidente de Taiwan, Ma Ying-jeou, para defender a manutenção das equipes de resgate no terreno.

Na segunda-feira (8), foram retiradas dos escombros cinco pessoas com vida, entre elas, uma menina de oito anos e um bebê de seis meses, encontrado nos braços do pai morto.

O terremoto de sábado teve uma magnitude de 6,4 na escala Richter.

Taiwan está próxima de duas placas tectônicas e é atingida com regularidade por abalos sísmicos.

Em junho de 2013, um abalo com magnitude 6,3 atingiu o centro da ilha e provocou quatro mortes e deslizes de terra generalizados.

Em setembro de 1999 um abalo de magnitude 7,6 provocou cerca de 2.400 mortos.

20311020