Após 15 anos de exploração a missão Opportunity chega ao fim. Essa missão se tornou um ícone no campo da exploração planetária, e nos mostrou Marte úmido e potencialmente habitável no passado.

A Agência Espacial dos Estados Unidos (NASAanunciou semana passada o fim da missão Opportunity, que por 15 anos explorou a superfície de Marte. O veículo robótico, carinhosamente apelidado de “Oppy”, perdeu a comunicação com a Terra em Junho do ano passado, após ser atingido por uma severa tempestade de areia. Desde então, a equipe de engenharia realizou milhares de tentativas para recuperar contato. Uma última tentativa frustrada ocorreu no dia 12 de Fevereiro, quando a NASA oficialmente encerrou a missão.

As atividades de Oppy duraram cerca de duas vezes mais que as de seu irmão Spirit. Opportunity e Spirit, são dois veículos robóticos equipados para a exploração do solo de Marte. Ambos foram lançados em 2003 e programados para durar 90 dias solares marcianos (“90-sol”), que equivale a 24h e 39 min.

Jim Bridenstine, administrador da NASA, coloca a missão Opportunity como uma das peças-chave na viabilização de uma expedição humana ao planeta vermelho. “Quando esse dia chegar, uma parte das primeiras pegadas [em Marte] pertencerá também aos homens e mulheres responsáveis pelo Opportunity, um pequeno veículo que desafiou as adversidades e fez tanto em prol da exploração.”

Algumas rochas encontradas por Opportunity tinham hematita, um evidência da presença de água no passado. Créditos: NASA/JPL-Caltech/Cornell/USGS.

Desde o dia em que Oppy aterrizou em marte, a equipe de engenheiros, controladores e cientistas trabalhou para superar os desafios e levar o veículo de um ponto de interesse para outro. Eles traçaram caminhos viáveis para que o robô explorador de 174 kg fosse capaz de driblar o relevo nem sempre amigável do planeta. O último sinal foi transmitido de um local conhecido como Vale da Perseverança e, segundo Michael Watkins, diretor do Laboratório de Propulsão de Jatos (NASA), não poderia haver lugar mais apropriado para o fim dessa missão que foi fruto de muita dedicação e perseverança das pessoas que construíram e guiaram Opportunity.

Água em Marte?

missão principal dos veículos exploratórios em Marte é procurar registros históricos do clima e de água, buscando assim evidências de que o planeta tenha sido alguma vez favorável ao desenvolvimento de vida. Opportunity não decepcionou: encontrou evidências da existência de água líquida em Marte no passado. O veículo detectou hematita em amostras de rochas coletadas no Meridiani Platum. Minerais de hematita com o tamanho indicado nas amostras normalmente são formados em ambientes úmidos ou aquáticos. Essa descoberta indica que Marte já foi um planeta habitável em algum momento da história do sistema solar, já que a presença de água líquida é necessária para a existência de vida.

Com as descobertas de Opportunity e Spirit, temos evidências de que Marte era um lugar muito diferente do planeta frio e seco que observamos hoje. A exploração do planeta vermelho continua através do veículo Curiosity e do projeto InSight. Curiosity já está em Marte há 6 anos e InSight é uma estação meteorológica em solo marciano em recente operação. Além disso, a NASA e a Agência Espacial Europeia já planejam o lançamento de mais um veículo exploratório em 2020, que procurará sinais de vida microbiana no passado de Marte.

Fonte: Tempo . Com

Faça o seu comentário