Papa Francisco com seu estilo pessoal despojado e frugal de viver, tem sido um grande líder.  A citação magnífica do pontífice é de uma profundeza enorme.  Papa Francisco, um eminente líder religioso, com poucas e singelas palavras, quis nos entregar uma mensagem que vale a pena ser meditada.

Ele traz à tona o sentido real e bíblico da fé. Uma fé que pode transformar a vida de um homem. A fé que faz com que enxerguemos as coisas de maneira diferente. Uma fé que nos permite ultrapassarmos as dificuldades, as circunstâncias ruins. No sentido bíblico porque a frase do pontífice diz exatamente como o Evangelho de São Mateus nos declara, quando numa certa circunstância, os discípulos estavam passando por uma tempestade tremenda, horrorosa, e Jesus fez então uma indagação questionando o porquê da pouca fé deles. Ou seja, é como o Papa Francisco disse, que ter fé é ter a força para enfrentar cada situação complicada ciente de que nao se está sozinho. E nesse ponto sobre fé, e na ocasião, os discípulos deram mancada. O relato bíblico você encontra no capitulo 8 de São Mateus.

E o que a gente aprende sobre esse ensinamento de Jesus, reproduzido pelo Papa, nos dias atuais? Qual é o sentido para a praticidade de vida? Muito simples! A fé é a força motriz que pode tirar o homem dos problemas difíceis. Ela é a propulsora da coragem, do ânimo, da intrepidez, da ousadia para enfrentarmos os  problemas da vida. Aliás, ter fé não é sinônimo de ausência de problemas. Mais uma vez Papa Francisco se mostra fiel ao Evangelho, pois foi Jesus quem disse que aqui no mundo teríamos aflições, lá no Evangelho de São João.

Eu dou graças à Deus pela quantidade de igrejas que existem em Seropédica. Uma coisa extraordinária! São ativadores de fé! É uma maravilha ver nossos templos lotados de pessoas de fé! Inúmeros templos evangélicos, alguns novos e outros ja antigos. Alguns templos católicos lindos, tradicionais e históricos. Repletos de testemunhos de pessoas fervorosas que obtiveram mudança em suas vidas.

Essas igrejas todas formam um alicerce social  exorbitante na nossa cidade. As igrejas de um modo geral, evangélicas, católicas, os testemunhas de Jeová, adventistas, os Mórmons, os diversos centros espíritas são sem duvida um esteio de comunidade social, benéficas, que resultam numa politica social  humanitária. Lá dentro, independente do que é crido e tido como profissão de fé, tem como objetivo, mostrar ao homem como que se deve proceder e caminhar na vida.

Conselhos práticos contra o ódio, contra a maldade, contra a falta de perdão, contra as drogas, contra a intolerância, contra a ignorância e etc. Independente de qualquer que seja o dogma ou a doutrina, são palavras humanizadoras que tratam as pessoas com depressão, com distúrbios mentais, indivíduos com tendências suicidas e  pessoas toxicomaníacas. Há tratamento também para aqueles que estão ou ja foram do mundo do crime. De fato é inegável o trabalho social de cada uma dessas instituições religiosas. Um trabalho de reabilitação.

Segundo o artigo de André  Pedrolli, publicado na Revista Espaço Acadêmico, todas estas igrejas que existem, representam o funcionamento do sistema social e da sociedade.  Elas ocupam um papel importante para definir as diretrizes de vida de cada indivíduo. A diversidade de igrejas e religiões atestam a variedade de sentimentos e pensamentos dos seres humanos. Para Durkheim, a religião através dos seus templos e ensinos, são formadoras de sujeitos capazes de se autocontrolar. Para ele, as cerimonias e os rituais são essenciais para manter a união dos indivíduos, estabelecendo assim, vínculos afetivos.

Dessa maneira, quando voce meu amigo, olhar para algum templo, ou algum outro lugar que esteja sendo realizado algum culto, nao critique! Nao seja intolerante! Saiba que lá existe fé! Saiba que lá existem pessoas que estão cuidando e amando outras pessoas. Cada um na sua fé. Na sua doutrina. E que o amor seja o vínculo da perfeição. Que a caridade continue sendo projetada. Meu desejo é que igrejas e igrejas sejam erguidas. Que pratiquemos o amor ordenado por Jesus Cristo. Amemos uns aos outros. Amemos à Deus com nossas forças, que afinal de contas, nossa fé esteja firmada Nele, sabendo que, como o Papa Francisco ja disse lá na imagem acima, nao estamos sozinhos. Ele está conosco.

Um abraço e que Deus nos abençoe!

J.C.Marques

liberdade religiosa