Novo Enem: estudante poderá escolher área a ser avaliada no segundo dia de prova

Pela nova lei, o estudante será formado por um currículo comum a todo o país, ainda em discussão no Conselho Nacional de Educação, e também por um currículo específico, que será escolhido pelo aluno entre as áreas de linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas ou ensino técnico.

O Enem seguirá esse modelo. No primeiro dia de prova, o aluno será cobrado pela Base Nacional Comum Curricular e, no segundo dia, o estudante será avaliado de acordo com a área do conhecimento escolhida no ensino médio.

O ministro Rossieli Soares informou que a implementação do novo ensino médio caberá ao futuro governo.

Questionado sobre a possibilidade das mudanças previstas no Enem não serem implementadas pela próxima gestão, Rossieli disse que, para isso, o novo presidente teria que mudar as normas vigentes.

Fonte: Agência Brasil

Faça o seu comentário