Cardiopatia e diabetes são principais fatores de risco; nove em cada dez mortes ocorreram entre idosos

Como acontece em outros países, as pessoas que morrem no Brasil devido ao contágio do novo coronavírus têm mais de 60 anos de idade. Segundo dados do Ministério da Saúde, divulgados hoje, 26, as vítimas da doença covid-19 tinham outras condições de saúde, como cardiopatia, doença hepática, asma, diabetes com frequência importante, doença neurológica crônica, pneumopatia, imunodepressão, doença renal crônica e obesidade.

Considerando 391 casos graves de covid-19, a maioria das internações ocorreu com pacientes com idades entre 30 e 80 anos. Já o número de mortes foi maior na faixa de 80 a 89 anos. Nâo foram registradas mortes de pacientes com menos de 30 anos de idade em razão da doença.

Veja, abaixo, o gráfico que mostra as mortes no Brasil até o momento:

Perfil mortos coronavirus brasil 2020

 

 (Ministério da Saúde/Divulgação)

A maior parte das pessoas que morreram por causa da covid-19 eram homens, representando 68% do total e confirmando uma tendência global.

As mulheres não só morrem menos no Brasil por causa do novo coronavírus como também contraem menos a doença. Entre os infectados, 42% são mulheres e 58% são homens.

Veja, na imagem abaixo, o gráfico que mostra as condições de saúde mais comuns entre os mortos pelo novo coronavírus.

comorbidades

 

 (Ministério da Saúde/Divulgação)

As mortes no Brasil, pelo menos até quando estão consolidados os dados (26 de março), aconteceram em pessoas que tinham comorbidades, sendo as mais frequentes, em ordem decrescente: cardiopatia, diabetes, pneumopatia, doença renal crônica e imunodepressão. O Ministério da Saúde leva em conta 59 mortos na análise divulgada hoje.

Exame