De acordo com a Marinha, as ondas de 5,0 m serão entre os dias 8 e 9 de abril

A Marinha do Brasil, por meio do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), comunicou que a passagem de uma frente fria poderá provocar ventos de direção Sul a Sudeste, com intensidade de até 74 km/h (40 nós), na faixa litorânea do estado de Santa Catarina, entre as cidades de Laguna e Itajaí, no dia 7 de abril entre a manhã e o final da noite.

A formação e passagem de uma nova frente fria, sobre a região Sul e Sudeste do Brasil, poderão ocasionar ventos de direção Sudoeste a Sul, com intensidade de até 74 km/h (40 nós), na faixa litorânea entre os estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, ao sul de Laguna, entre o dia 8 de abril pela manhã e o dia 9 de abril pela madrugada.

Os ventos podem causar agitação marítima, resultando em ondas de direção Sudoeste a Sul de até 5,0 metros de altura, na faixa litorânea compreendida entre os estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, ao sul de Laguna, entre as manhãs dos dias 8 e 9 de abril e ondas de direção Sul a Sudeste com até 4,0 metros de altura, na faixa litorânea compreendida entre os estados de Santa Catarina, ao norte de Laguna e do Rio de janeiro, ao sul do Cabo de São Tomé, entre o dia 8 de abril pela manhã e o dia 9 de abril à noite.

Há condições favoráveis à ocorrência de ressaca, com ondas de até 3 metros de altura, para a faixa litorânea compreendida entre os estados do Rio Grande do Sul e do Rio de janeiro, ao sul do Cabo de São Tomé, entre o dia 8 de abril pela manhã e o dia 9 de abril à noite.

A Marinha do Brasil mantém todos os avisos de mau tempo em vigor no endereço eletrônico  ttps://www.marinha.mil.br/chm/dados-do-smm-avisos-de-mau-tempo/avisos-de-mau-tempo e por meio do aplicativo “Boletim ao Mar”, disponível para download na internet, tanto para o sistema Android quanto para o sistema iOS, desenvolvido em parceria entre a Marinha do Brasil e o Instituto Rumo ao Mar (RUMAR).

A Marinha alerta para que os navegantes que consultem essas informações antes de irem ao mar e solicita-se ampla divulgação às comunidades de pesca.

Sistema Costa Norte Comunicação