Como todos nós sabemos a Segunda Guerra Mundial obteve vários monumentos valiosos como troféus de guerra e ouros. Nessa época surgiram os conhecidos “arqueólogos negros”, eram pessoas que trabalhavam escavando áreas das batalhas procurando uma única coisa: Riqueza. Mas esta história não acabou tão feliz assim.  A coisa que eles mais encontraram foram fenômenos paranormais. CABULOSO, confere aí

Uma fogueira sem vestígios 

Em Leningradsky próximo a Luban está o mosteiro de Makaryevsky que foi totalmente destruído na guerra, seis pessoas que estavam a procura de alguma mercadoria de valor avistaram no ar chamas que pareciam ser de uma fogueira. Quando caminharam até o local exato das chamas a fogueira misteriosamente desapareceu. Foi a partir daí que os mistérios começaram.

Os arqueólogos acamparam nas ruínas para começarem as buscas e a noite não foi agradável assim, gritos de pessoas claramente escutados vinham da mata e é claro que naquela escuridão ninguém iria sair para ajudar.

No outro dia um componente da equipe se perdeu na floresta. Depois de três horas ele reapareceu com marcas em seu corpo e roupas totalmente acabadas, sem contar que seu olhar era assustador. Os amigos questionaram o que teria acontecido, porém o silêncio sempre continuou, ele nunca mencionou sobre o que ocorreu naquele dia.

 Myasnoy Bor

O vale pantanoso mais conhecido da Segunda Guerra Mundial. Foi o lugar mais ocupado por soldados durante os conflitos e muitos corpos de soldados foram abandonados no local depois de executados.

 

Em 1997 um dos chefes conhecido como Galina Pavlova mencionou sobre coisas bizarras que aconteciam na floresta.

“O bosque de Myasnoy Bor é assustador e sobrenatural.”

Contou que quando você ficava só na floresta era como se a floresta se manifestasse, gritos eram ouvidos, sons estranhos indecifráveis também. E o que mais assustava era os gritos de VIVA, segundo ele, parecia que os soldados executados ali ainda permaneciam no local com suas almas inquietas.

E então as buscas continuaram, avistaram árvores que faziam curvas para o mesmo lado, mesmo sem vento algum, e aí perceberam que poderia ter algo escondido ali. Foi quando encontraram uma caixa amadeirada e minas antigas.

 

Um arqueólogo antigo contou que em uma de suas escavações encontrou dezoito corpos de soldados, os ossos saiam pelas botas o que foi fácil identificar quem era soldado russo e alemão.

As escavações eram cuidadosas, ossos de todos os tipos foram encontrados.

Então começamos a escavar com mais cuidado, e encontramos ossos pélvicos, e muitas pessoas. Como a noite já havia começado resolveram novamente acampar mais agora em outro lugar.

Novamente foram perturbados, um rapaz que fazia a vigia naquela noite acordou a todos bem apavorado e o que todos ouviram foram a mesma coisa, vozes, canções de alemão, passos e risos. DE ARREPIAR!

 

De manhã quando resolveram partir, viram marcas no chão de tanques, como se a noite a guerra voltasse acontecer.

Um famoso pesquisador de anomalia conhecido como Genrikh Silanov trabalhou bem próximo as ruínas e obteve fotos sensacionais de soldados mortos durante as batalhas. Inacreditável não é? porém real.

 

florestarussa4

 

O pesquisador acredita que por terem morridos de forma cruel suas almas são inquietas e não conseguem mudar o plano da vida, eles ainda permanecem vivos, porém espiritualmente.

Cabuloso né? Conhece alguma história de arrepiar? Conte pra gente!!! Toda semana contaremos nova história = Envie por e-mail calderini@ig.com.br