Até o momento, nenhum suspeito foi preso

A Polícia Civil investiga o furto ocorrido na madrugada deste sábado, dentro de pelo menos três lojas do West Shopping, em Campo Grande.

Segundo testemunhas, dois criminosos teriam passado a noite dentro da loja C&A, sem serem flagrados por seguranças, e furtaram objetos do estabelecimento.

Outros dois comércios que teriam sido alvo dos bandidos, amanheceram com as portas fechadas. A Polícia Militar foi acionada ontem de manhã para tentar localizar os suspeitos, mas ninguém foi preso.

Durante o patrulhamento, os policiais encontraram uma mochila, dentro do shopping, com parte dos objetos furtados. As lojas não divulgaram o prejuízo causado pela dupla.

O shopping só abriu as portas por volta das 11:30 da manhã, com cerca de 1h30 de atraso. Segundo a vendedora Iara Cristina Silva, de 38 anos, o estabelecimento abriu as portas contrariando uma recomendação da PM.

“Os donos das lojas foram autorizados a entrar aos poucos para verificar se algo havia sido roubado. O Ponto Frio e a loja da Samsung também foram furtadas. Estamos muito assustadas com o que ocorreu, afinal, não foi a primeira vez que o shopping foi alvo de bandidos. Um segurança já foi morto aqui dentro”, lembrou.

A profissional se referiu ao assalto a uma loja de eletrônicos ocorrido em outubro de 2015, que terminou com a morte do vigilante Jucimar Fernandes Alves, de 44 anos. Na ocasião, houve troca de tiros no estabelecimento e uma policial militar que estava de folga também foi baleada, mas sem gravidade.

Mesmo com as portas abertas, o shopping recebeu um número menor de clientes na manhã deste sábado. A operadora de telemarketing Daniele Cristina de Freitas, de 23 anos, tentou pagar uma conta na loja C&A, mas foi surpreendida com as portas fechadas. “Uma funcionária me avisou que a loja só vai abrir na parte da tarde por causa do roubo”, comentou.

A C&A informou, através de nota, que está colaborando com as autoridades para esclarecer os fatos. 

Faça o seu comentário