Para chegar ao Palácio Guanabara, o deputado federal Anthony Garotinho (PR), candidato declarado e bem cotado nas pesquisas rumo ao governo do estado, depende do Tribunal Superior Eleitoral. Ele e a prefeita de Campos, Rosinha Garotinho (PR), recorreram ao órgão para derrubar a decisão do Tribunal Regional Eleitoral que deixou a dupla inelegível por três anos, por abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação na disputa pela prefeitura de Campos. O Ministério Público quer, no entanto, aumentar o período de inegibilidade do casal para oito anos. Agora, o ministro José Antônio Dias Toffoli pediu para os interessados falarem no processo. Para garantir a candidatura, Garotinho precisa que o TSE julgue a questão favorável a ele até o registro em julho ou conseguir uma canetada de Toffoli que o autorize a participar da corrida eleitoral.

Fonte: http://riodejaneiro.ig.com.br/?url_layer=http://blogs.odia.ig.com.br/justicaecidadania/2014/03/24/garotinho-na-berlinda-do-tse/

 

Faça o seu comentário