Foi realizado neste domingo (18/08) no CIEP 156 Bairro Campo Lindo em Seropédica, o EREU 2013 (Encontro Regional Espirita de Reunificação) coordenado pelo CEERJ (Conselho Espirita do Estado do RJ) onde teve a participação de cerca de quatrocentos Espiritas da 6º Região que abrange de Realengo até a Costa Verde, Angra dos Reis.

Segundo Carlos Campelo que faz parte da coordenação deste evento, o encontro reúne os trabalhadores de 86 Centros Espiritas da 6º Região, ele comenta que os trabalhadores são pessoas que desempenham tarefas na casa espirita, e este evento é uma confraternização e uma troca de experiências. “Todo recurso que sobrar depois do evento será encaminhado as instituições de caridade espiritas da região de Seropédica, nós cobramos uma taxa aos membros do encontro para cobrir gastos do almoço, gasto do material e translado, nós temos duas Instituições em Seropédica que fazem parte do movimento de reunificação onde a sede é Campo Grande RJ, que engloba dezoito Casas Espiritas (Campo Grande, Santíssimo, e Seropédica). As Agremiações Espiritas Alan Kardec e o Centro Espirita Paulo de Tarso ficam em Seropédica, e esta última presta ajuda a alguns universitários da Rural, e muitos residem no Centro Espirita que são oriundas de várias partes do País, e também estes universitários participam do Núcleo Universidade Espirita”. Finaliza.

Extraído do livro “O Espiritismo Aplicado”, de Eliseu Rigonatti. Editora Pensamento.

 

Todos aqueles que acreditam na existência do Espírito são espiritualistas. Mas nem todos os espiritualistas são espíritas, praticantes do Espiritismo. Existe uma confusão muito grande a respeito do que é ou não é Doutrina Espírita ou Espiritismo. Isto porque há pessoas que não sabem que as palavras “espírita” e “espiritismo” foram criadas em 1857, na França, pelo codificador da Doutrina Espírita, Allan Kardec. Somente deveriam utilizar-se destes termos os locais religiosos ou pessoas que seguissem os postulados desta doutrina. Assim, cultos e religiões que de alguma forma têm em suas práticas a comunicação de Espíritos e a crença na reencarnação são confundidas erroneamente com o Espiritismo.

A religião Espírita

Doutrina EspíritaPrincípios espíritas

O Espiritismo é uma religião que vem apontar à humanidade novos caminhos em sua marcha para a Perfeição. Como suas irmãs mais velhas, traz-nos também um conjunto de revelações que contribuem para desenvolver-nos o sentimento e para nosso aprimoramento moral.

A Religião Espírita inicia um movimento espiritual que visa a:  1º – Despertar no homem a certeza da imortalidade da alma;                          2º – Libertar a consciência humana;  3º – Revelar a evolução permanente a que estão submetidos todos os seres;  4º – Explicar racionalmente o Evangelho de Jesus.                                                              Despertando a certeza da imortalidade de nossa alma, a Religião Espírita nos demonstra de onde viemos ao reencarnarmo-nos, para que fim viemos à Terra e para onde iremos após nosso desencarne. Iniciando a libertação da consciência humana, a Religião Espírita livra-nos dos dogmas, da incerteza ante o futuro depois da morte do corpo físico, descerrando-nos os horizontes vastos do porvir, cheios de vida, de beleza e de amor. Mostra-nos a Terra como uma escola abençoada, onde através do trabalho digno, do estudo sério, de uma vida honesta, do sofrimento suportado resignadamente, conquistaremos os dotes imperecíveis da Perfeição. Ensina-nos que depois da morte, isto é, do desencarne, não devemos ficar submersos na materialidade terrena, mas devemos continuar a lutar nobremente para atingirmos zonas mais aperfeiçoadas da vida.

A Religião Espírita revela-nos que todos os seres, do mais ínfimo ao mais elevado, estão sujeitos à lei da evolução. Tudo evolve em busca de formas mais perfeitas, de vidas mais sublimes.

E por fim a Religião Espírita nos explica racionalmente o Evangelho de Jesus, fazendo dele a lei moral que devemos observar em relação para com Deus, para com nossos semelhantes e para conosco mesmos.

A Religião Espírita não é nada mais nada menos do que a restauração na face da terra do Cristianismo em toda sua simplicidade e pureza primitivas. Por isso seus templos são modestos, simples, singelos; não são templos de pedra a exprimirem a força da matéria triunfante; mas são locais de reuniões que convidam os homens a se libertarem, por instantes, da materialidade da vida diária e comungarem com a Espiritualidade Superior.

A Religião Espírita não tem aparatos, nem pompas, nem suntuosidades, nem dogmas de espécies alguma. Tudo o que prega e o que ensina é facilmente compreendido por qualquer inteligência, mesmo pelas pouco cultivadas, uma vez que haja boa vontade e sadio interesse em aproveitar as lições.

A Religião Espírita é constituída de duas partes que se entrosam harmoniosamente que são: o Cristianismo que é a doutrina de Jesus explanada em seu Evangelho; e o Espiritismo que é a doutrina dos espíritos.

O Evangelho modela-nos o caráter; disciplinando-nos o sentimento.

O Espiritismo mostra-nos o caminho percorrido e o ainda a percorrer em nossa marcha evolutiva.

EMMANUEL – Emmanuel foi o inesquecível guia de Chico Xavier, durante o seu longo apostolado mediúnico. Autor de mais de uma centena de livros de suma importância aos interesses do Espiritismo no Brasil, prossegue arrebatando admiradores sinceros e seguidores fiéis até os dias de hoje. Algumas notícias vinculadas na imprensa espírita dão conta de sua reencarnação em solo paulista, mas acreditamos que ele prossegue trabalhando, onde quer que esteja, na expansão de sua obra de evangelização espírita.