Homens trocaram tiros e morreram após discussão. Um deles, identificado como Rafael de Oliveira Mello, era cabo da Polícia Militar

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) apura se o espaço ocupado por um carro estacionado foi o motivo da discussão que deixou dois homens mortos na madrugada deste domingo (3), num bar em Austin, Nova Iguaçu.

Rafael Vinicius de Oliveira Mello, cabo da Polícia Militar de 39 anos, e Pedro Cabral Ferreira sacaram as armas e atiraram durante a briga. Pedro morreu ainda no local. O militar chegou a ser levado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), mas não resistiu.
Rafael Vinicius Mello estava em um bar, junto com seu irmão.

Uma das hipóteses investigadas pela DHBF é a de que a briga teria começado porque um dos homens queria passar, e havia um veículo estacionado. Durante a discussão, Rafael e Pedro sacaram armas de fogo, apontaram para o outro e acabaram atirando.

O militar, que era lotado no 15º BPM (Duque de Caxias), chegou a ser socorrido pelo irmão para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Austin, mas, segundo a corporação, não resistiu aos ferimentos. Ferreira morreu ainda no bar.

Agentes da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) foram até o local para realizar perícia técnica e o caso foi registrado na especializada. A arma do cabo foi apreendida pelos policiais e a arma de Ferreira não foi encontrada no bar, segundo a PM.

Fonte: O DIA