Filho de político ficou sob mira de arma; bandidos fugiram levando pertences das vítimas e dinheiro

A Polícia Civil procura por criminosos que invadiram a casa do vereador Alex Rosa (SD), em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, e fizeram três pessoas reféns. O filho do político foi uma das pessoas a ficar sob a mira dos bandidos. A 60ª DP (Campos Elíseos) investiga o caso, que ocorreu nesta sexta-feira.

Segundo a Polícia Militar, o bando chegou ao local, na Rua da Capela, no bairro Saracuruna, anunciou o assalto e ameaçou a família de Rosa, levando dinheiro e pertences das vítimas. A perícia foi acionada e tenta identificar os autores do crime. 

A casa do vereador, que não estava no local, também tem câmeras e toda a movimentação dos bandidos acabou gravada. Através das imagens, pode-ser ver Fernando chegando em casa com os criminosos, que permaneceram na residência por duas horas e quarenta minutos. Eles também fizeram um empregado e seu filho reféns. Abalado, o Fernando não deu entrevista, mas Rosa relatou o pânico vivido por ele.

– Os bandidos fizeram tortura psicológica com ele. Disseram que assim que eu chegasse, iriam me matar na frente dele. E que levariam o dinheiro que encontrasse. Meu filho está muito abalado, teve arma e faca apontada para ele – disse Rosa, acreditando que toda a ação tinha como alvo ele próprio: – Falaram muita coisa da vida pessoal, me chamaram de arrogante, de prepotente e que eu teria o que merecia.

Fernando já tinha tido a rotina alterada pelo pai, Alex – reprodução/facebook

Rosa informou que ao chegar em casa, percebeu uma movimentação estranha e não entrou.

– Tenho códigos de segurança com minha família. Assim que abri o portão, vi que o carro do meu filho estava na minha vaga. Ele não colocaria lá, já que tem a dele. Então, liguei pra polícia e de outro celular, liguei para o Fernando. Claro que o percebi nervoso. E quando ele disse para eu entrar em casa e subir pro segundo andar, tive a certeza de que estava acontecendo uma coisa muito grave. Como não subi, os bandidos desceram e começara a atirar na minha direção. Meu carro é blindado, então, dei ré e saí. Os bandidos fugiram e, logo em seguida, a polícia chegou. Nasci de novo – relatou o vereador.