Quando o sistema imunológico não funciona adequadamente, ele diminui a sua capacidade de combater doenças

Diante da pandemia do novo coronavírus, uma das maiores recomendações atuais é deixar o sistema imunológico forte para evitar doenças.

A coluna Na Medida convidou o nutricionista Sidney Veloso para dar orientações no intuito de manter o corpo forte contra o Covid-19 e outras enfermidades.

O sistema imunológico é um conjunto de elementos existentes no corpo humano que interagem entre si e têm, como objetivo, defender o corpo contra doenças, vírus, bactérias, micróbios e outras ameaças.

Ele serve como um escudo ou uma barreira que nos protege de seres indesejáveis, os antígenos, que tentam invadir o nosso corpo. Assim, representa a defesa do corpo humano.

Quando não funciona adequadamente, ele diminui a sua capacidade de “vencer” essas intempéries. Caso contrário, ficaríamos mais vulneráveis a doenças.

É importante entender: para fortalecer o sistema imunológico e evitar problemas com baixa imunidade, é preciso atenção especial à alimentação, aos hábitos de vida e à saúde em geral.

A imunidade não fica melhor de uma hora para outra. É necessário adquirir hábitos de bem-estar e mantê-los na rotina diária. Gosto de ressaltar aos meus pacientes o quanto é importante a prevenção, porque muitas dessas ações demandam tempo.

Não adianta destruir a imunidade com bebida, noites mal dormidas, alimentos industrializados, sedentarismo, tabagismo e, depois, querer se encher de vitaminas.

Às dicas!

Priorize comida de verdade
Coma frutas, verduras, arroz, feijão, batata, mandioca e proteínas de alta valor biológico, caso de peixes, frango e ovos.

Ômega 3
A ingestão de ômega 3 é recomendada. Porém, é bom observar a quantidade de DHA. Faça ingestão de 1g a 2g diariamente.

Extrato de própolis + gengibre
Cerca de 30 gotas de extrato de própolis verde alcoólico, diariamente, também é benéfico ao organismo. O gengibre é outro excelente anti inflamatório natural.

Vitaminas
Ingerir vitamina D, vitamina K, coenzima Q10 e vitamina C ajuda consideravelmente (antes, é importante fazer exame de sangue para análise de doses).

Além disso, aconselho hidratação, atividade física regular e sono

Fonte: Metrópoles

Faça o seu comentário