O pagamento do Bolsa Família de novembro segue até o próximo dia 30.

Ao todo, o Ministério da Cidadania vai transferir mais de cento e cinquenta e três milhões de reais às famílias fluminenses aptas a receber o benefício. O valor médio pago é de cento e oitenta e sete reais e treze centavos. A 13ª parcela do Bolsa Família será paga em dezembro e seguirá o calendário regular do programa.

A beneficiária Isleide de Souza considera o programa bastante importante para recompor as finanças da casa. Há dois anos, ela estava grávida e o marido, desempregado. Foi quando começou a receber o Bolsa Família, que ainda é utilizado para suprir itens básicos da rotina familiar.

No total, são 819 mil, 465 famílias beneficiadas no Rio de Janeiro. A garantia de uma renda mínima destinada à sobrevivência é característica do Bolsa Família, aponta o secretário especial do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Lelo Coimbra.

O secretário especial Lelo Coimbra ainda reforçou a manutenção do incremento que o programa recebeu esse ano: o pagamento de um 13º, confirmado para o próximo mês.

Em novembro, o pagamento do benefício segue o calendário escalonado. Para saber o dia do pagamento, o beneficiário deve conferir o Número de Identificação Social, o NIS, impresso no cartão do programa. Os que terminam com final 1 podem sacar o dinheiro no primeiro dia do pagamento. Os com final 2, no segundo dia – e assim por diante. Os recursos ficam disponíveis para saque por um período de três meses.

Para saber a data exata do pagamento, basta acessar: facebook.com/bolsafamilia

Reportagem, Karoline Ávila

Ministério da Cidadania