BRASIL VAI AS RUAS CONTRA REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Dia Nacional de Paralisação Geral tem protestos marcados em diversas cidades do País; alguns locais já enfrentam atos desde as 6h da manhã

Manifestações atingem todo o País nesta quarta-feira (15) com a participação de diversas categorias. Além de metroviários e motoristas de ônibus, também participam bancários, químicos, metalúrgicos, estudantes e professores. Os protestos devem ocorrer ao longo de todo o dia, especialmente nas capitais e em Brasília.

As manifestações desta quarta-feira foram organizados pelas centrais sindicais, além de movimentos como CUT, CTB, CNTE, Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo. Centros estudantis participam, tais como o diretório acadêmico da USP, que já deram início a manifestações às 6h desta quarta-feira.

Na capital paulista, a manifestação se concentrará na Avenida Paulista, às 16h, em frente ao MASP, com saída marcada para as 17h. Outras categorias como servidores da Sabesp, dos Correios e da Polícia Civil também devem participar dos protestos na cidade. No Rio de Janeiro, o ato começará às 16h, na Candelária. Já em Brasília, os protestos estavam marcados para começar durante a manhã, na Catedral Metropolitana. Em Salvador, manifestantes ocuparam a Avenida Iguatemi, parando o trânsito do local.

Na cidade de Sorocaba, interior de São Paulo, os rodoviários decidiram aderir à greve geral e não retiraram os ônibus das garagens no início da manhã desta quarta. Em diferentes rodovias, militantes interromperam o tráfego com barreiras de pneus.

Contra Reforma da Previdência e Trabalhista

Em nota oficial, a CUT afirma que a greve geral acontece para questionar o governo de Michel Temer e sua proposta de Reforma da Previdência e a Reforma Trabalhista, em tramitação no Congresso Nacional, assim como o Projeto de Lei que libera a terceirização.

“O aumento da idade mínima para 65 anos e a definição de tempo de contribuição em 49 anos para receber o benefício integral da aposentadoria são propostas vergonhosas da Reforma da Previdência, e atingem principalmente os que mais precisam, aqueles que começam a trabalhar antes e em piores condições. Também não aceitaremos as mudanças nas regras da aposentadoria de trabalhadores rurais e dos professores, medidas  injustas que aprofundarão a profunda desigualdade social já existente no país”, escreveu a central em nota.

O texto da reforma da Previdência está em tramitação em uma comissão especial na Câmara dos Deputados, onde deverá ser votada até abril. A proposta prevê pontos polêmicos, como o estabelecimento de idade mínima aos 65 anos para todos os trabalhadores, além da exigência de pelo menos 25 anos de contribuição para o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Entretanto, para que o trabalhador consiga se aposentar com o benefício integral, o texto apresentado pelo governo Michel Temer prevê a obrigatoriedade de pelo menos 49 anos de contribuição.

lei federal que regulamenta o direito de greve no Brasil estabelece que, em caso de serviços ou atividades consideradas como essenciais, “os sindicatos, os empregadores e os trabalhadores ficam obrigados, de comum acordo, a garantir, durante a greve, a prestação dos serviços indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade”. Ou seja, devem manter um efetivo mínimo trabalhado para garantir a manutenção do serviço.

Entre as atividades consideradas pela lei como essenciais estão o transporte público – caso do Metrô –, assistência médica e hospitalar, serviço funerário, telecomunicações, controle de tráfego aéreo, entre outras.

Protestos marcados por estado:

ACRE

Rio Branco

8h – Ato com concentração no Palácio Rio Branco. Paralisação dos vigilantes, Correios, Educação, Saúde e Polícia CivIL.

ALAGOAS

Maceió

9h – Ato na Praça dos Martírios.

Arapiraca

9h – Ato na Praça Luiz Pereira Lima.

AMAPÁ

Macapá

15h – Ato em frente à Companhia de Água e Esgoto do Amapá em protesto contra a privatização das empresas públicas. Em seguida, caminhada até a Praça Veiga Cabral, no Centro da Capital, onde será realizado o Ato Unificado Contra as Reformas da Previdência e Trabalhista.

AMAZONAS

Manaus

15h – Concentração na praça do Congresso com passeata até a Avenida 7 de Setembro, no Centro.

BAHIA

Salvador

7h – Manifestação no Iguatemi

15h – Passeata no Campo Grande

CEARÁ

Fortaleza

8h – Passeata no centro da cidade, com concentração na Praça da Bandeira.

DISTRITO FEDERAL

Brasília

8h – Ato Público – Catedral – Esplanada dos Ministérios

ESPÍRITO SANTO

Vitória

7h – Concentração na Praça de Goiabeiras seguida de caminhada até o aeroporto.

GOIÁS

Goiânia

9h – Educadores das redes estadual e municipal de ensino promovem paralisação e ato público em frente a Assembleia Legislativa, de onde saem em passeata e se reúnem às 10h na Praça Cívica para manifestação unificada com outras categorias.

MARANHÃO

São Luis

7h30 – Concentração das Centrais, juntamente com os sindicatos do setor da Educação e de outras categorias, na praça Deodoro.

10h – Ato em frente ao prédio do INSS, no Parque Bom Menino.

MATO GROSSO

Cuiabá

15h – Ato Publico na Praça Ipiranga, Centro Cuiabá. Paralisação: Educação, Servidores Federais e a Rede Municipal do Estado. Bancários farão atos nas principais agencias

MATO GROSSO DO SUL

Campo Grande

8h – Ato Público na Praça Ary Coelho 8h. Passeata ao final do ato. Professores estaduais e funcionários dos Correios estão em greve por tempo indeterminado.

Caarapó

10h – Passeata e Panfletagem na Praça Central

Dourados

8h – Ato Público na Praça Antônio João e passeata.

Terenos

8h – Praça da Demétria

Outros municípios com mobililzações confirmadas: Caracol, Figueirão, Glória de Dourados, Inocência, Pedro Gomes, Ponta Porã, Santa Rita do Pardo, Sidrolândia, Três Lagoas e Vicentina.

MINAS GERAIS

Belo Horizonte

7h30 – Concentração na Praça Deodoro, no centro histórico de São Luis.Caminhada unitária (CUT, Força, CTB. NCST, Conlutas) até a sede do INSS no Parque Bom Menino.

10h – Ato na Praça da Estação, Paralisação dos metroviários e da Educação

Sind-UTE/MG (Professores estaduais): Greve a partir do dia 15 e convoca assembleia na Praça da Estação.

Sind-REDE BH (Professores municipais): Greve a partir do dia 15 e convoca assembleia na Praça Afonso Arinos às 8h30. Após a assombleia a categoria se juntará ao ato na Praça da Estação.

SINPRO-MG (Professores escolas particulares de todos os níveis): Paralização dia 15 e convocação para o Ato na Praça da Estação (vão parar escolas como Loyola e Santo Antônio).

FASUBRA (Técnicos Administrativos em Educação Federais): Paralização dia 15 e convocação para os atos nas suas respectivas cidades-sede (inclui todas as universidades federais, IFMG e CEFET-MG).

ANDES (Docentes das universidades federais e CEFET-MG): Paralisação dia 15 em todas as bases e convocação para os atos nas suas respectivas cidades-sede

Sindbel (Servidores Municipais BH): vai parar no dia 15 e convocam para Praça da Estação.

SindPetro MG: vai parar 24h no dia 15

Metroviários de BH: vai parar 24h no dia 15

Metalúrgicos Belo Horizonte / Contagem: Paralisação às 4h da manhã no dia 15

Uberlândia

16h – Ato público na Praça Ismene Mendes (antiga Tubal Vilela)

Governador Valadares

6h – Ato na Praça dos Pioneiros

Teofilo Otoni

9h – Ato na Câmara Municipal

PARÁ

Belém

9h – Ato Público na Praça da República. Paralisação dos Correios. Manifestação dos Bancários nas maiores agências. Acampamento no Aeroporto

PARAÍBA

João Pessoa

14h – Ato em frente ao escritório do Ministério da Previdência com passeata pelo Centro

PARANÁ

Curitiba

10h – Ato na Praça Tiradentes

Categorias que vão parar: Educação, Servidores Federais e Municipais de Curitiba. Previsão de Greve do Transporte em Curitiba. Ocupação em sedes do INSS

Londrina

0h – Paralisação de motoristas e cobradores

Maringá

8h – Concentração no Terminal Rodoviário, com paralisação dos ônibus arté às 11h

São José dos Pinhais

0h – Paralisação dos servidores municipais liderados pela Confetam/CUT

PERNAMBUCO

Recife

9h – Ato político da Educação com demais categorias, na praça Oswaldo Cruz, bairro da Boa Vista.

PIAUÍ

Terezina

9h – Ato Público em frente à Assembleia, seguido de Audiência Pública que discutirá as Reformas da Previdência

RIO DE JANEIRO

Rio de Janeiro

16h – Marcha das centrais sindicais e dos movimentos sociais. Concentração na Candelária, Fazem greve ou paralisação no dia de hoje o SINPRO Rio, SINTUFRJ, SISEJUFE, SINDSCOPPE, SINTSAUDE e SEPE (greve de 24h na rede estadual e nas redes municipais), A Saúde estadual já estava em greve.

Campos dos Goytacazes

10h – Ato na Praça São Salvador

Volta Redonda

10h – Concentração em frente à agência do INSS de Volta Redonda,  Av. Getúlio Vargas, 403

RIO GRANDE DO NORTE

Natal

14h – Ato na Praça Gentil Ferreira – Caminhada até a Praça Kennedy

16h – Cidade Alta

RIO GRANDE DO SUL

Porto Alegre

17h – Ato Publico na Esquina Democrática – Caminhada até o Largo do ZAumbi dos Palmares

Também acontecerão atos, assembleias ou caminhadas conta a reforma nas seguintes cidades: Erechin, Passo Fundo, Carazinho, Ijuí, Pelotas, Rio Grande, Santa Maria, São Leopoldo, Canoas, Novo Hamburgo, Cruz Alta, Santa Cruz do Sul, Venâncio Aires, Santa Rosa, Taquara, Torres, Gravataí, Serafina Correa, Sapiranga, Dois Irmãos

RONDÔNIA

Porto Velho

9h – Praça Estrada de Ferro Madeira Mamoré

Manifestações confirmadas em 51 cidades do estado, sdempre às 9h, no Centro das cidades

Fechamento das principais agencias do INSS

RORAIMA

Boa Vista

8h – Ato Público – Praça do Centro Cívico

SANTA CATARINA

Florianópolis

16h – Ato na Praça Miramar. Paralisação de servidores municipais. O Sintraturb que é o sindicato que representa motoristas, cobradores e demais funcionários do transporte coletivo de Florianópolis decidiu que vai paralisar as atividades dos ônibus nesta quarta-feira, 15 de março de 2017, a partir das 16h

Blumenau

16h – Praça Victor Konde

Paralisações de Professores estaduais – Sinte e Servidores estaduais – Sintespe

Brusque

16h – Praça Gilberto Colzani

Caçador

14h – em frente ao INSS

Chapecó

9h – Praça Coronel Bertaso

Itajaí

10h – Praça da Matriz

​Jaraguá do Sul

7h20 – Praça Angelo Piazera

Joinville

14h – Praça da Bandeira, Paralisação de servidores municipais

Palhoça

Paralisação de servidores municipais

Pinhalzinho

Paralisação de servidores municipais

São Miguel do Oeste

9h30 –  Salão paroquial

Tubarão

Paralisação de servidores municipais

Xanxerê

13h30 – em frente ao antigo Terminal Rodoviário

SÃO PAULO

0h – Paralização de metroviários e motoristas de ônibus

10h – Paralisação das agências bancárias na Av. Paulista.

14h – Assembleia Apeoesp, na Praça da República, com caminhada até o MASP

14h – Assembleia Simpeem, em frente à Prefeitura de São Paulo, com caminhada até o MASP

14h – Paralisação do quarteirão da Saúde, concentralção em frente ao Metrô Clínicas, com caminhada até o MASP

14h – Paralisação dos estudantes e professores de Direito da Faculdade do Largo São Francisco com caminhada até o MASP

16h – Grande ato com os movimentos sociais na Av. Paulista, em frente ao MASP

16h20 –  Arrastão dos Blocos – concentração na Praça do Ciclista até o MASP

Americana

16h – Ato na Praça Comendador Muller

Araraquara

16h – Aula pública na Praça Comendador Muller

Campinas

Conjunto de mobilizações desde a manhã

17h – Ato Público em frente a Catedral Metropolitana.

Guarulhos

0h – Paralisação dos ônibus municipais e intermunicipais da meia-noite às 8h.

Marília

16h – Ato na Galeria Atenas (ilha)

Matão

10h – Ato em frente ao INSS

19h – Audiência Pública sobre a reforma da Previdência

Osasco

0h – Paralisações de motoristas de ônibus, professores, bancários, comerciários e metalúrgicos.

10h – Concentração Praça Antonio Menck

13h – Caravana para manifestação na Avenida Paulista

Piracicaba

9h – Atio público em frente ao Poupatempo

Presidente Prudente e região

9h – Praça 9 de Julho, em frente à Chik’s Center

Ribeirão Preto

Ato Público em frente ao Teatro Pedro II

São Bernardo do Campo

8h – Passeata e ato contra a Reforma da Previdência

Saída da passeata, às 8h, do pátio principal da Volkswagen – Km 23,5 da Rodovia Anchieta. Caminhada até a sede do INSS – Av. Newton M. de Andrade 140 – Centro, São Bernardo.

São José do Rio Preto

15h – Ato em frente ao Terminal Rodoviário

Sorocaba

7h – Ato na Praça Coronel Fernando Prestes

0h – Paralisação dos motoristas de ônibus, Haverá também uma passeata do movimento estudantil secundarista.

SERGIPE

Aracaju

15h – Ato Público na Praça General Valadão

TOCANTINS

Palmas

8h – Ato de Rua – Concentração na Rotatória do Colégio São Francisco

Entidades Envolvidas nas manifestações: Frente Brasil Popular, MAB, Marcha Mundial de Mulheres – MMM, CTB, SINTRAS, CDHP, FETAET, CUT, SINTET, SINTSEP-TO, COEQTO, MTST, SEET, CIMI, SINTEC, UBES, UGT, UNE, Coletivo Kizomba, SISEPE, ENEGRECER, Marcha das Mulheres Negras, STEET, MST, Consulta Popular, NOVA CENTRAL SINDICAL, Levante Popular da Juventude, COOPTER, Associação de Mulheres Pinheirinho VIVE.

Fonte: iG 

The following two tabs change content below.

Luiz Calderini

Edição de matérias sobre Seropédica e atualidades.

Comentários