Bombinha artesanal permite irrigar sem gastar energia e combustível

VEJAM O VÍDEO DE COMO É SIMPLES FAZER ESTA BOMBA DE ÁGUA, NÃO GASTA ENERGIA ELÉTRICA

Irrigar a plantação sem gastar energia é o sonho de todo agricultor. Pois uma bombinha, feita com materiais simples, faz isso usando só a força da gravidade. É o carneiro hidráulico artesanal.
A bomba se chama carneiro hidráulico porque a bomba dela se assemelha ao barulho provocado pelas cabeçadas do carneiro quando taca sua presas.

O carneiro de PVC faz muito sucesso em Santa Catarina, porque não usa energia elétrica e nem combustível e fica bem mais barato que o carneiro industrial feito de ferro. A água bombeada por ele é usada para irrigação e no abastecimento do cocho dos animais.

A bomba funciona com a força da água que desce por gravidade pela mangueira. Quando entra no carneiro ela empurra o êmbolo da bomba que abre e fecha sem parar. Quando ele abre uma parte da água vaza. Quando fecha a água é bombeada de volta e sobe em direção à saída, pressionada pelo ar retido no cano de cima ela jorra pela mangueira até a caixa.

Ao longo do tempo, o carneiro hidráulico sofreu algumas mudanças. A principal é que antes ele era produzido com cano de uma polegada, agora pode ser produzido com canos de meia polegada e também com canos de duas polegadas, dependendo do volume de água que uma propriedade tem disponível.

“Uma propriedade que tem um volume de água menor que uma polegada não poderia usar o carneiro. Com o modelo maior e com o modelo menor podemos variar de meia polegada até duas polegadas em função da vazão que a propriedade tem disponível de água, e o volume de água que ela precisa”, explica Élcio Pedrão, técnico agropecuário da Epagri.
Além das conexões de PVC, a bomba precisa de duas válvulas usadas em poço. Uma delas é chamada de válvula de retenção, a outra é a de sucção. O tamanho delas varia de acordo com a bitola do carneiro. Elas são encontradas em lojas de material de construção ou de produtos agropecuários.

A câmara de ar é um cano de 40 centímetros Para montar, cole uma tampa na parte de cima. Embaixo coloque a extremidade de um t – no meio do t – encaixe um adaptador de mangueira. Na outra extremidade vai a válvula de retenção, com a seta indicativa para cima.
Embaixo encaixe a parte central de um outro t – do lado esquerdo vai um cotovelo onde se deve rosquear a bomba de sucção. Do lado direito onde fica a entrada da água encaixe um pedaço de cano e o registro que serve para ligar e desligar a bomba. Depois é só instalar o carneiro na fonte. Na ponta da mangueira de captação vai uma proteção para evitar entupimento.

A bomba vai na parte mais baixa do terreno. O desnível mínimo exigido é de um metro, mas recomenda-se usar uma mangueira de 18 metros para que a água ganhe mais força. O carneiro é preso numa estaca respeitando a distância de 18 metros da fonte. É só rosquear o parafuso da válvula de sucção que o martelo começa a bater. Assista ao passo a passo no vídeo acima.

maxresdefault

FONTE: Globo Rural

The following two tabs change content below.

Luiz Calderini

Edição de matérias sobre Seropédica e atualidades.

Comentários