O arcebispo metropolitano de Campo Grande, Dom Dimas Lara Barbosa, lança hoje na Cúria Metropolitana, às 9h, a Campanha da Fraternidade 2014, com o tema “Fraternidade e Tráfico Humano” e o lema “Para Liberdade que Cristo nos libertou (Gl 5,1)”.

De acordo dados do Ministério da Justiça, no ano passado Mato Grosso do Sul obteve o segundo maior índice de tráfico de pessoas no Brasil.

Em todos País, a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) dará início à reflexão, oração e debate para que pessoas sem conhecimento a respeito do assunto possam se inteirar e identificar as várias situações de tráfico humano.

A cerimônia oficial de lançamento na Capital será no domingo com a Celebração Eucarística na Arquidiocese. Às 15h, no Ginásio Poliesportivo Dom Bosco, será realizada a missa. São esperadas cerca de 5 mil pessoas.

 

A Organização das Nações Unidades (ONU) por meio do protocolo de Palermo (2003) define o tráfico de pessoas como “o recrutamento, o transporte, a transferência, o alojamento ou o acolhimento de pessoas, recorrendo-se à ameaça ou ao uso da força ou a outras formas de coação, ao rapto, à fraude, ao engano, ao abuso de autoridade ou à situação de vulnerabilidade ou à entrega ou aceitação de pagamentos ou benefícios para obter consentimento de uma pessoa que tenha autoridade sobre outra para fins de exploração”.

As vítimas do tráfico humano são retiradas de seu ambiente, de seu país, e passam a ter sua mobilidade reduzida, pois são usadas para a exploração sexual ou de trabalho.

 

Faça o seu comentário