A primeira parcela do 13º salário, que será pago pelo INSS entre 25 de agosto e 5 de setembro a aposentados e pensionistas, servirá para liquidar, em parte ou na totalidade, as dívidas existentes. Com isto, a economia deverá receber injeção de R$ 13 bilhões.

Aposentados pagarão dívidas com 13º salário

De acordo com a Folha de São Paulo, serão cerca de 27,3 milhões os beneficiários da primeira parte do décimo terceiro salário que receberão, no mínimo, R$ 2.200 estando o teto máximo estipulado nos R$ 4.390,24.

Para os aposentados e pensionistas, a prioridade é liquidar dívidas existentes, nomeadamente as de juros mais altos, como cartões de crédito e cheque especial e as de poupança para gastos de início de ano, em especial os impostos (IPVA e IPTU) e mensalidades escolares, alerta Samy Dana, economista da FGV e colunista da Folha.

Aos beneficiários que têm as dívidas liquidadas, o diretor de gestão de recursos da Ativa, Arnaldo Curvello, propõe opções de investimento para a primeira parcela do 13º salário.

“Minha sugestão são títulos de renda fixa livres de Imposto de Renda, como as letras de crédito imobiliário e agrícola. Outra opção é aplicar, por meio do Tesouro Direto, em títulos atrelados à inflação, que rendem algo como inflação mais 6% ao ano”, sugere Curvello.

Faça o seu comentário