Monitoramento da atividade pesqueira pode contemplar 18 municípios fluminenses

 Visando ampliar e dar continuidade ao monitoramento conhecido como Estatística Pesqueira, o presidente da Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj), Essiomar Gomes, junto da Diretoria de Pesquisa e Produção (DPP) da instituição e sua equipe de pesca, se reuniu, na última terça-feira, 12, com o subsecretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca, Sebastião Rodrigues. O Projeto de Monitoramento da Atividade Pesqueira (PMAP) pode contemplar 18 municípios este ano, em parceria com a Petrobras.

 Com a nova proposta, o levantamento, iniciado em 2010, contemplará o litoral fluminense inserido na área de abrangência das atividades de exploração e produção da Petrobras na Bacia de Santos. A ação é em atendimento ao Parecer Técnico 284/12 e ao Termo de Referência 016/13 da CGPEG/Dilic/Ibama (Coordenação-Geral de Petróleo e Gás da Diretoria de Licenciamento Ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), com vistas ao licenciamento dessas atividades.

  A estatística é de extrema importância para o Estado, pois precisamos saber a realidade da produção pesqueira fluminense para elaborar as políticas públicas para o setor. O objetivo é que esses novos recursos que estamos buscando possam contribuir não só na continuidade, mas também na ampliação desse projeto – disse Essiomar.

 Com o novo recurso, o PMAP pode passar a monitorar os principais pontos de desembarque dos municípios de Paraty, Angra dos Reis e Mangaratiba (na Costa Verde); Rio de Janeiro, Niterói, São Gonçalo, Itaguaí, Duque de Caxias, Magé, Itaboraí e Maricá (na Região Metropolitana); Saquarema, Araruama, Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia, Arraial do Cabo, Armação dos Búzios e Cabo Frio (nas Baixadas Litorâneas).

Participaram da reunião o diretor de Pesquisa e Produção, Augusto Pereira, a coordenadora de Pesca, Marina Bez, o gerente executivo do Projeto de Caracterização Socioeconômica da Pesca e Aquicultura, Davi Alcântara, a analista de recursos pesqueiros, Francyne Vieira, a assessora da DPP, Ana Carolina Iozzi, e a assessora de Projetos, Convênios e Contratos, Natália Machado.

 reunião fiperj