Presos produziam bebida alcóolica dentro de uma cela com o instrumento artesanal

Presos produziam cachaça em alambique improvisado dentro de presídio – Divulgação / Seap

RIO – Um alambique artesanal foi encontrado nesta segunda-feira dentro de uma cela do presídio Cotrim Neto, em Japeri, região metropolitana do Rio. Um vídeo feito por agentes do Seap mostra o destilador em pleno funcionamento: uma verdadeira gambiarra com fios improvisados e desencapados. As garrafas pet sujas mostram, também, que a higiêne não era uma das preocupações dos presos.

Além da engenhosa criação para produção de cachaça, a Superintendência de Inteligência em conjunto com a Coordenação de Unidades Prisionais do Grande Rio e a Direção do Presídio apreenderam ainda 203 embalagens de cocaína, três embalagens com maconha, cinco celulares e uma bateria. De acordo com a Seap, os materiais apreendidos foram encaminhados para a 63º DP.

SEM INIBIÇÃO

Há duas semanas, um outro preso tirou uma selfie dentro da própria cela no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste. Na imagem, Cristiano Rodrigues da Silva, conhecido como Tiano, aparecia mandando um beijo. O celular usado por ele foi apreendido e o caso foi registrado na 34ª DP (Bangu). O preso responderá a procedimento administrativo disciplinar.

Fonte: Jornal O Globo

Tecnólogo em Sistemas de Informação.

Faça o seu comentário