Como o WhatsApp ajudou a deflagrar uma onda de linchamentos na Índia

Notícias falsas compartilhadas pelo aplicativo de mensagens têm ajudado a espalhar uma onda de violência no país

o último final de semana, cinco pessoas foram linchadas e mortas na Índia. Elas eram suspeitas de fazer parte de um grupo de sequestradores de crianças que atua no país. A existência do grupo havia sido disseminada por meio de mensagens no aplicativo WhatsApp. Um pequeno detalhe, porém, é que as informações compartilhadas não são verdadeiras e nunca foram confirmadas pelas autoridades locais.

O caso, para piorar, não é isolado. Desde maio, afirma o jornal Washington Post, mais de uma dúzia de pessoas foram mortas no país — sempre motivadas por notícias falsas disseminadas por meio do aplicativo de mensagens WhatsApp, que tem mais de 200 milhões de usuários e tem crescido rápido no país. Os boatos falam de sequestradores de crianças, traficantes de órgãos, entre outras histórias.