Segundo imprensa oficial, há ao menos três sobreviventes; informações preliminares indicam que aeronave seguia para Holguin, no leste do país, quando caiu

HAVANA – Um avião da Companhia Cubana de Aviação, um Boeing 737, caiu nesta sexta-feira, 18, pouco depois de decolar do Aeroporto Internacional José Martí, na capital Havana. Segundo o presidente Miguel Díaz-Canel, havia 113 pessoas a bordo, entre passageiros e tripulantes, e supõe-se um alto número de mortos. A imprensa oficial fala em ao menos três sobreviventes.  

Avião da companhia Cubana de Aviacion que caiu quando decolava do Aeroporto José Martí, em Havana Foto: AFP PHOTO / Adalberto ROQUE

“Ocorreu um lamentável acidente de avião. Segundo a companhia, o avião transportava 104 passageiros e 9 tripulantes. As notícias não são alentadoras, parece que há um alto número de vítimas”, afirmou Díaz-Canel ao chegar ao local do acidente.

Os destroços do avião estão perto da capital cubana, na localidade de Santiago de Las Vegas, a 13 km do centro da cidade. Testemunhas relatam que várias ambulâncias dirigiram-se à região.

Segundo informações preliminares, o voo seguiria para Holguin, no leste do país, e tinha acabado de decolar quando caiu. Ainda não há confirmação oficial sobre número de vítimas. 

Apesar de ser utilizada pela Companhia Cubana de Aviação, a aeronave pertencia à italiana Blue Panorama, informam os veículos locais. O empréstimo foi feito após a empresa cubana aposentar diversos aviões que apresentavam problemas mecânicos.

De acordo com a emissora americana CNN, uma grande bola de fogo foi vista do aeroporto e haveria uma grande coluna de fumaça no provável local da queda da aeronave. Bombeiros atuam no local.

O acidente foi reportado inicialmente pela emissora cubana CubaTV, pelo Twitter. /AFP e Ansa