Alternativas que podem combater a proliferação de insetos no verão

0
22

Algumas ações e estratégias, como o uso de sacos de lixo que repelem insetos, podem solucionar o incômodo

Começo de ano, verão, calor, praia, férias. O litoral, as casas de veraneio e os acampamentos estão cheios, pois é a época perfeita para relaxar e aproveitar o tempo com a família e amigos. Mas alguns incômodos às vezes podem surgir. Com a chegada da estação mais quente do ano, temos também a companhia mais frequente dos mosquitos e pernilongos. Nesse período, por conta do calor, deixamos as janelas abertas por mais tempo, o que acaba facilitando a entrada deles no ambiente. As temperaturas altas e a umidade favorecem a proliferação desses insetos.

Além de desagradáveis, o grande problema associado a esses bichos é que eles estão entre os maiores transmissores de agentes causadores de doenças do mundo, como dengue, chikungunya, febre amarela, zika, malária, filariose, entre outras. Essas enfermidades são transmitidas por meio da picada do mosquito, que ocorre devido à necessidade da obtenção de nutrientes presentes no sangue para maturar seus ovos.

Existem diversas alternativas para combater a multiplicação desses insetos. Primeiramente, fechar as janelas no final da tarde pode evitar que muitos deles invadam sua casa e, para impedir as picadas durante o dia, passar repelente no corpo é a melhor solução. Outras medidas que podem eliminá-los são: borrifar vinagre nos balcões da cozinha, na porta de entrada e nas janelas; colocar sachês de cravo-da-índia em gavetas no banheiro e na cozinha; acender velas de citronela ou colocar ramos de hortelã espalhados pela casa, principalmente nos cômodos mais frequentados pelos moradores. O lixo da cozinha também os atrai, ter o hábito de trocá-lo frequentemente dificulta sua reprodução. Além dessas atitudes, pode-se utilizar os inseticidas, telas, redes para colocar sobre a cama e até latões com sacos de lixo bem vedados.

Pesquisando e usando a criatividade, conseguimos espantar os incômodos bichinhos, pois já existe no mercado até mesmo um saco de lixo que repele. “O Embalixo Repelente foi desenvolvido com uma tecnologia que inibe o mau cheiro. Com fragrância característica, ele bloqueia o mau odor e tem uma fórmula exclusiva com citronela, menta, limão e cravo”, detalha Rafael Costa, diretor comercial da marca.

A maioria dos insetos são atraídos pelo cheiro de comida podre, por isso é muito importante a retirada periódica do lixo. Portanto, todas as dicas citadas e a utilização das sacolas repelentes podem, sim, afastar esses insetos e a proliferação deles nos ambientes, proporcionando um ambiente mais agradável para sua família e amigos neste verão.

Sobre a Embalixo

A Embalixo foi fundada em 2004 e possui 18 anos de atuação e conta com mais de 400 colaboradores, sendo 70% deles mulheres na planta em Hortolândia, no interior de São Paulo. A companhia conta com uma produção por mês de cerca de 1.100 toneladas/mês. A inovação e a sustentabilidade são os pilares básicos da empresa, que oferece soluções exclusivas ao mercado, como o saco para lixo feito de planta com tecnologia que captura a emissão de gás carbônico; saco para lixo com alças; com abas; antibacterianos; com repelente de moscas e mosquitos; com neutralizador de odores; sacos com material reciclado; e, recentemente, lançou o primeiro saco para lixo Vegano do mundo.