A Missa da Vitoria foi abrilhantada pela Banda Ministério Ressuscitar da Catedral São Francisco Xavier de Itaguaí

Todo Primeiro domingo de cada mês a Paroquia Maria Mãe da Igreja em Seropédica realiza a Missa da Vitória na Igreja São Jorge. Centenas de fiéis recebem a benção com o Ostensório, onde a hóstia Consagrada é levada pelo Padre entre toda a comunidade presente.  Nestas Missas que levam no mínimo de duas horas e meia a três horas, vários fieis relatam que graças foram alcançadas, na cura de alguma doença, ou pedido de interseção por outra pessoa. O Padre Jefferson Silva de Oliveira fala que as graças alcançadas é feito pela fé que cada um tem em Deus, “é o contato íntimo de cada pessoa tem com Deus e com sua Fé”.

Hoje o Padre Jefferson  fala na Homilia sobre o primeiro milagre de jesus ao tirar um espirito ruim de uma pessoa na sinagoga.

Por duas vezes o evangelho deste domingo diz que Jesus ensina com autoridade, mas não diz o quê. Ele se encontra na sinagoga de Cafarnaum, ambiente religioso judaico. Lá se defronta com os mestres da lei e as autoridades judaicas.

Notemos que é nesse ambiente que tem lugar o primeiro milagre de Jesus relatado por Marcos. A comunidade onde nasceu este evangelho sentiu a necessidade de iniciar a apresentação da chegada do reino de Deus no próprio ambiente religioso. É lá também que a comunidade percebe a presença do “espírito do mal” a ser exorcizado. Um fanático contesta a presença de Jesus e vê nele um risco para a instituição religiosa à qual pertence. Com um elogio, tenta convencê-lo a aderir ao seu sistema, mas Jesus o repreende com “autoridade”.

Há um embate entre o “espírito mau” que aliena o fanático e o “Espírito Santo” que dá forças a Jesus. A Igreja, fortalecida pelo Espírito de Jesus, tem a missão de desmascarar as forças (espírito mau) que impedem a pessoa de ser ela mesma. 

Pessoas e instituições podem ser manipuladas pelo “espírito mau” que não quer deixar a mensagem de Jesus transformar as realidades. Esse “espírito” é uma força que pode despersonalizar as pessoas, privá-las de senso crítico e assim atrapalhar o avanço do reino de Deus.

O fanatismo religioso pode ser perigoso: não permite a abertura ao diálogo inter-religioso, torna as pessoas intolerantes, destrói o espírito crítico, leva à supervalorização das próprias ideias ou do próprio grupo e ao desprezo por alternativas, favorecendo a violência. As “guerras santas” normalmente são fruto do fanatismo religioso.

Jesus é o profeta por excelência que veio também para destruir os espíritos maus que se opõem ao reinado de Deus e não deixam a vida florescer. Ele é a palavra última e definitiva com que Deus se revela em favor da humanidade.

A autoridade de Jesus vem de sua palavra que transforma e realiza. Não é o inverso, ou seja, a palavra que vem da autoridade – pois esta lógica é perigosa. Em Jesus a autoridade deriva de sua palavra eficaz. A qualidade da palavra revela a autoridade. O Padre Jefferson fala também sobre Moisés que no solo sagrado Deus aparece para ele, e ele cobre o rosto.  

Esta é a primeira referência ao solo sagrado na Bíblia. Esta experiência marcou Moisés. Ao tirar as sandálias ele se conectou com DEUS de uma forma única.

Sabe gostaria de saber, você acredita que é possível surpreender Deus? Enganar Deus? Se esconder de Deus? Podemos alegrar a Deus, fazer a tua vontade.

Falo isso porque existem pessoas que estão a tanto tempo na igreja e ainda não tiveram um encontro com Deus e outras que anseiam ter um encontro com Deus e não sabem como. Comece pelo solo sagrado do teu coração.

Alguns vivem de aparência e por dentro estão podres … Outros escondem feridas que muitas vezes o olho humano não pode ver, feridas que machucam a alma e não permitem que você tenha um encontro verdadeiro com Deus. Disse Padre Jefferson.

[flagallery gid=24]

Faça o seu comentário