Como acontece sempre nos terceiros domingos de cada mês, o Grupo Serobug’s reuniu dezenas de fuscas e Derivados neste final de semana. O encontro foi realizado em frente ao Casarão no km 47, no Bairro Ecologia em Seropédica.

Além do Fusca, o encontro contou com modelos especiais de carros como Brasília, Variant, Kombi, entre outras raridades. “Não precisa ter Fusca para participar. Pessoas com carros como Karmann-Ghia, Variant e Brasília também estão convidados”, explica Robertinho.

História

O Fusca foi lançado na Alemanha em 1935 com o nome de “Volkswagen”, que em alemão significa “carro do povo”. O veículo foi projetado por Ferdinand Porsche a pedido de Adolf Hitler, que queria um carro prático, de fácil manutenção e de grande durabilidade. Equipado com motor refrigerado a ar, sistema elétrico de seis volts e câmbio seco de quatro marchas, o Fusca foi uma revolução para uma época em que os automóveis não possuíam mais que três marchas. Com mais de 70 anos, o Fusca é o modelo mais vendido no mundo, com mais de 21 milhões de unidades comercializadas.

No Brasil, o primeiro Fusca foi produzido em janeiro de 1959. A sua produção foi encerrada em 1986, mas em 1993 o ex-presidente Itamar Franco incentivou o relançamento do Fusca como carro popular – mas a nova produção durou apenas três anos, sendo encerrada novamente em 1996. No Brasil já foram vendidos mais de três milhões de unidades. O modelo New Beetle foi a alternativa que a Volkswagen encontrou para substituir o Fusca e oferecer uma versão que pudesse contemplar todos os avanços tecnológicos da indústria automobilística.