A seleção brasileira continua se apresentando em doses homeopáticas para a estreia nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Na manhã desta segunda-feira, mais seis jogadores chegaram ao hotel em Santiago, palco da partida de quinta contra o Chile. Daniel Alves, Hulk, Filipe Luís, Marcelo, Fernandinho e Fabinho se juntaram ao capitão Miranda, aos goleiros Jefferson e Alisson, além dos meias Oscar e Willian, que desembarcaram na madrugada.

Herdeiro da vaga do lateral-direito Rafinha, que pediu para ser desligado da Seleção, o experiente Daniel Alves defendeu o colega de posição. Em comunicado, o jogador do Bayern de Munique alegou que não se vê como a melhor opção no setor, e solicitou à comissão técnica que fosse excluído da lista.

É público o interesse de Rafinha em defender a seleção alemã, algo que poderia acontecer se ele não disputasse nenhum torneio oficial pelo Brasil. Porém, sua participação no Mundial Sub-20 de 2005 deve inviabilizar essa possibilidade.

– Cada um tem que saber da sua vida. A decisão dele foi essa, temos que respeitar. Quando você não é convocado, tem que respeitar os comandantes. E quando toma a decisão de não vir, tem de ser respeitado também. Não é por isso que o Rafa vai deixar de ser um grande jogador e uma grande pessoa – afirmou Daniel.

Um dos destaques da fraca campanha brasileira na Copa América, o jogador do Barcelona havia sido convocado para os amistosos contra Costa Rica e Estados Unidos, mas uma lesão o tirou de campo. Agora, ele só voltou graças à decisão de Rafinha. Mesmo com duas Copas do Mundo no currículo, diante do cenário, ele não se coloca como “intocável”.

– Não acredito que eu seja dono de nada, sou mais um aqui dentro e tento ajudar.

Daniel Alves Seleção  (Foto: Edgard Maciel de Sá / GloboEsporte.com)
Daniel Alves na apresentação da seleção brasileira 

Daniel Alves disputará posição com Fabinho, titular na goleada por 4 a 1 sobre os Estados Unidos e favorito a ocupar a posição nas Olimpíadas do ano que vem, já que fará apenas 22 anos ainda neste mês de outubro.

Cada um tem que saber da sua vida. A decisão dele foi essa, temos que respeitar. Quando você não é convocado, tem que respeitar os comandantes
Daniel Alves, sobre decisão de Rafinha

A tendência é que a experiência do jogador de 32 anos pese na escalação, ainda mais numa estreia fora de casa contra o atual campeão da Copa América.

– Eles estão confiantes e têm jogadores de qualidade, é um dos grandes momentos da seleção chilena, mas cada jogo é uma história diferente e estamos confiantes para fazermos um grande trabalho e estrearmos com o pé direito nessas Eliminatórias – disse o lateral, cuja opinião foi reforçada por Hulk.

– Será uma final, um jogo difícil fora de casa, o Chile empolgado pelo título da Copa América. Eles estão empolgados e têm um grande elenco, mas estamos preparados para enfrentar esse ambiente – assegurou o atacante do Zenit.

Ainda na manhã desta segunda, os atletas que atuam no Brasil e o volante Luiz Gustavo vão se apresentar no hotel. Kaká e os jogadores do PSG só devem chegar na terça-feira.

Brasil e Chile se enfrentarão na quinta-feira, às 20h30, no estádio Nacional de Santiago. A TV Globo, o Sportv transmitirá ao vivo a partida.