Reforço mais badalado para a temporada, o atacante Marcelo Cirino tem recebido a missão do técnico Vanderlei Luxemburgo de se transformar num homem finalizador no Flamengo. Embora tenha evoluído neste sentido fazendo um papel de centroavante na goleada sobre a Cabofriense por 5 a 1, ele ainda apresenta alguns cacoetes de “garçom”, como no tento marcado por Alecsandro, quando recebeu sozinho dentro da área, mas preferiu tocar para o companheiro.

“O Marcelo Cirino optou em dar a bola para o Alecsandro. Foi muito bacana, mas ele tem que ter ambição de fazer o segundo, o terceiro… Artilheiro tem que querer finalizar ter vontade de fazer a bola entrar, Se ele não passasse a bola, eu também ia achar normal. No segundo tempo ele ficou distante da área para ser garçom. Não quero que ele se acostume a ser garçom como no Atlético-PR. Quero ele com a ambição de finalizar, destacou Vanderlei Luxemburgo.

Cirino, por sua vez, alegou não ter pensando em ser solidário no lance, justificando seu posicionamento na hora do passe recebido.

“No momento nem pensei nisso. Fui procurar um companheiro melhor posicionado, porque ali estava ruim para bater de primeira”, explicou.

Em outras ocasiões, Luxemburgo esclareceu que sua vontade em transformar o atacante em artilheiro está no estilo de jogo do atleta, que preza pela velocidade. Em sua concepção, explorar sua arrancada mais próximo da área  é mais vantajoso que com ele distante.

Apesar de ainda estar se adaptando, Marcelo aparenta estar aceitando bem a nova situação.

“Estou feliz por fazer mais um e estar ajudando a equipe. Nesta posição que o professor quer que eu jogue. O importante é fazer  e graças a Deus, estou conseguindo isso, principalmente em casa”, declarou Cirino

Vanderlei já enxerga evolução em sua movimentação e crê que, aos poucos, Cirino estará adaptado a função.

“É um trabalho difícil mudar um menino que sempre jogou de um jeito depois de tanto tempo, mas tenho gostado do que ele tem buscado. Tem jogado na esquerda, na direita, mas quero que ele se aproxime da área. Vamos trabalhar. Ao invés de passar para o Alecsandro, ele vai começar a botar a bola para dentro”, disse.

Atualmente, Marcelo Cirino soma três e está na vice-artilharia do Campeonato Carioca. O artilheiro isolado é seu companheiro Alecsandro, com quatro.

images (2) images (3)

images (4)