Torcedor declarado do Corinthians, o meio-campista Elias também tem carinho por outro clube de massa, o Flamengo. Ele voltará ao Maracanã no domingo para enfrentar o time que defendeu no ano passado, quando foi campeão da Copa do Brasil.

“Vai ser um momento especial, único, marcante. Os torcedores sempre me respeitaram, sabendo o time por que eu torcia (Corinthians). Eles me acolheram de tal forma que, só de falar, chego a me arrepiar”, comentou Elias, apontando para o braço esquerdo arrepiado.

O jogador não deverá receber o mesmo carinho de outros tempos no fim de semana, já que pisará no Maracanã como adversário do Flamengo. E está preparado para a situação.

“Durante os 90 minutos, sei que eles torcerão pelo Flamengo e irão até me vaiar. Mas, antes e depois do jogo, haverá carinho. Tenho certeza de que o nosso sentimento de gratidão é eterno”, sorriu.
Elias ganhou projeção nacional ao defender o Corinthians entre 2008 e 2010, quando se emocionou ao trocar o clube pelo Atlético de Madri, da Espanha. Sem fazer sucesso por lá e também no Sporting, acabou emprestado pelo time português ao Flamengo, que falhou na tentativa de contar com o atleta por mais uma temporada.

Arrepio de raiva

Quando o assunto muda do Flamengo para o polêmico corte do lateral direito Maicon da Seleção Brasileira, a feição de Elias se transforma. O meio-campista ficou revoltado com os boatos envolvendo o seu nome e relações homossexuais criados para explicar a punição ao seu companheiro.

“Isso deve ter começado como brincadeira de algum torcedor rival, e até aí eu entendo. Mas quando um veículo de imprensa, mesmo sendo um site de humor, zomba comigo, vira agressão. Nada mais justo que eles respondam pelo que fizeram. Já acionei os meus advogados e vou entrar com uma ação até segunda-feira”, avisou Elias, pedindo para não falar mais sobre o tema.corinthians-elias-diz-que-experiencia-vai-compensar-falta-de-velocidade-no-corinthians