Próxima etapa durará de dois a três anos. Vacina usa o mesmo mecanismo que Janssen usou na imunização para a Covid-19.

É um novo sinal de esperança. Pela primeira vez em mais de 10 anos, a o protótipo de vacina contra o HIV chega à última fase de testes, a fase III. Esta nova etapa deverá durar entre dois a três anos e determinará se será capaz de proteger a transmissão do vírus que causa a doença Síndrome de Imunodeficiência Adquirida (SIDA).

O protótipo foi desenvolvido pela Janssen e usa a mesma tecnologia que a farmacêutica tem utilizado na vacina contra a Covid-19: um adenovírus modificado para carregar o ADN do vírus e obrigar o sistema imunitário do vacinado a criar anticorpos. 

 
Antonio Fernández, investigador da farmacêutica, explica que esta fase dura de 24 a 36 meses para verificar a permanência e intensidade da proteção contra o HIV. A última vez que uma vacina esteve nesta fase de testes foi em 2009, quando se descobriu que prevenia apenas 30% das infeções, não sendo por isso suficientemente eficaz.

O ensaio já começou a recrutar voluntários. Segundo o jornal espanhol El País, serão 250 voluntários em Espanha, mas 3.800 no total.

 
Por: El País