Os testes da vacina contra a Covid-19 desenvolvida em conjunto pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca foram suspensos temporariamente, conforme anunciou a empresa nesta terça-feira (8).

A farmacêutica esclareceu que o protocolo de segurança foi acionado após um dos voluntários no Reino Unido apresentar reação adversa que pode estar vinculada à vacina.

A empresa não divulgou detalhes do caso, mas o jornal “The New York Times” informou que o paciente teve mielite transversa, uma síndrome inflamatória que afeta a medula espinhal.

O secretário de saúde do Reino Unido, Matt Hancock, disse nesta quarta-feira (9) que a suspensão dos testes da vacina da AstraZeneca e da Universidade de Oxford anunciada na terça-feira não foi a primeira. “Essa não é a primeira vez que o ensaio clínico da vacina de Oxford foi suspenso e que a interrupção não representa necessariamente um atraso”, disse Honcock

G1.

Faça o seu comentário