Várias cidades estão sem o produto. Segundo o ministério, há problemas na formulação do inseticida. A empresa responsável afirma que segue os padrões da Organização Mundial de Saúde.

Fonte: G1

Faça o seu comentário