A equipe já trabalhava no desenvolvimento de uma vacina contra a doença em aves

Uma vacina contra o novo coronavírus pode ser criada em 90 dias. A afirmação foi feita por David Zigdon, CEO do Galilee Research Institute (Migal), localizado na Galileia, em Israel.

Zigdon participou de uma entrevista coletiva nesta quinta-feira (27), junto com sua equipe, para anunciar avanços nas pesquisas.

Segundo o cientista, a equipe trabalhava no desenvolvimento de uma vacina contra o coronavírus para aves. Os testes preliminares provaram sua eficácia e animaram a equipe a buscar modificações que permitam que a imunização de humanos.

“Trabalhamos para obter uma vacina efetiva [para humanos] contra o COVID-19 dentro de oito a dez semanas, e passar para os testes em humanos em 90 dias”, declarou Zigdon.

O pesquisador acrescentou que, tanto a vacina para aves, quanto a para humanos, deve ser administrada por via oral.

A equipe que trabalha no projeto é especializada em biotecnologia, meio ambiente e agricultura.

A iniciativa mereceu um elogio público do ministro de Ciência e Tecnologia de Israel, Ofir Akunis. “Espero e torço para haja progressos em breve”, declarou. Seu ministério é um dos patrocinadores do estudo.

A notícia foi compartilhada pelo instituto israelense em sua página no Facebook.

Fonte: Expresso Diário

Faça o seu comentário