Possibilidade é estudada pelos especialistas do instituto para aumentar a eficácia do imunizante

A possibilidade de aplicação de uma terceira dose da Coronavac está sendo estudada pelo Instituto Butantan . As autoridades afirmam que a medida pode aumentar a eficácia da  vacina e ampliar a geração de anticorpos na população brasileira.

Em entrevista à CNN Brasil , o diretor médico de pesquisa clínica do Instituto, Ricardo Palacios, disse que algumas pesquisas já estão em andamento e podem traçar uma nova estratégia de imunização nos próximos meses. “Existem grandes preocupações sobre como melhorar a duração da resposta imune, e uma das alternativas que tem sido considerada é uma dose de reforço, seja com a própria Coronavac, seja com outros imunizantes”, disse Palacios, neste domingo (11).

Uma das possibilidades é complementar a Coronavac com alguma outra vacina. De acordo com Palacios, a combinação de vacinas pode melhorar a duração da resposta imune e funcionar como um reforço adicional. Internamente, o Instituto Butantan está desenvolvendo um outro imunizante contra a Covid-19, a ButanVac , que ainda está em desenvolvimento e aguarda a aprovação da Anvisa para ser testada em seres humanos.