Festa de fim de ano do trabalho infecta 23 pessoas com a Ômicron em SP

0
48

Funcionários viajaram para São Paulo para participar do evento, e foram diagnosticados ao voltar para casa, no município de Extrema (MG)

Cerca de 23 pessoas da cidade de Extrema (MG) foram contaminadas com a variante Ômicron do coronavírus depois de uma festa de confraternização de trabalho, segundo a Secretaria Municipal de Saúde local. Os funcionários foram para o evento em São Paulo, mas foram diagnosticados ao voltar para casa.

De acordo com o médico-coordenador do controle da Covid-19 no município, Enis Donizetti Silva, inicialmente foram identificados 11 casos da infecção. O governo de Extrema pediu, então, que os outros funcionários fizessem o teste — assim, a quantidade de diagnosticados chegou a 23. Todos estão em casa e cumprindo isolamento.

Segundo o médico, os pacientes estão com casos leves ou moderados, e nenhum precisou ser hospitalizado até o momento. A prefeitura informou ainda que outras empresas também estão sendo acompanhadas por dividir refeitório com os funcionários infectados.

Para evitar que o surto aumente, será intensificada a distribuição de máscaras cirúrgicas e N95, além da comunicação com carros de som, cartazes e anúncio na rádio da cidade.

“O importante e fundamental é a vacina, todos esses casos receberam duas doses, é um fato importante, mesmo com duas doses você pode ficar doente. Essa variante tem uma enorme transmissibilidade. No Ano Novo, não deixe de usar máscaras, ter cuidados com aglomerações, fazer comemorações em ambientes abertos e ventilado, usar máscara o maior tempo possível”.

Fonte: Metrópolis