Beber água retarda o envelhecimento e previne doenças crônicas, diz estudo

0
27

Pesquisa realizada por cientistas do National Institutes of Health (NIH), dos Estados Unidos, analisou o nível de sódio no sangue dos participantes de meia-idade

Esta hipótese foi inspirada por estudos anteriores com camundongos nos quais a restrição de água ao longo da vida, aumentando o sódio sérico em 5 mmol/l, causou alterações degenerativas e encurtou a vida do roedor em seis meses, o que corresponde a cerca de 15 anos da vida humana.

Beber água diariamente retarda o envelhecimento e previne doenças crônicas.
Beber água diariamente retarda o envelhecimento e previne doenças crônicas. Foto: Pixabay

A avaliação demonstrou que o nível de sódio no sangue era maior entre as pessoas que não se hidratavam corretamente. Com isso, os cientistas concluíram que as pessoas cujo sódio sérico na meia-idade excede 142 mmol/l têm maior risco de serem biologicamente mais velhas que suas idades cronológicas (50%), desenvolver doenças crônicas (39%) – incluindo insuficiência cardíaca, demência, doença pulmonar crônica, acidente vascular cerebral e diabetes – e morrer mais jovens (21%).

Conforme o estudo, a análise identificou um limiar de sódio sérico de 142 mmol/l que pode ser usado na prática clínica para identificar pessoas em risco que podem se beneficiar potencialmente com uma melhor hidratação.

“Como a diminuição da hidratação é um dos principais fatores que elevam o sódio sérico, os resultados são consistentes com a hipótese de que a diminuição da hidratação pode acelerar o envelhecimento. Pesquisas mundiais mostram que mais de 50% das pessoas não bebem as quantidades recomendadas de líquidos. Portanto, os resultados de nosso estudo fornecem razões adicionais para reforçar as recomendações já existentes para a ingestão ideal de líquidos”, aponta a pesquisa.

O estudo, no entanto, não especificou qual volume de água é recomendado por dia.

De acordo com o Ministério da Saúde, a quantidade ideal de água a ser ingerida diariamente depende de vários fatores, como a idade e o peso da pessoa, a atividade física que realiza e, até mesmo, o clima e a temperatura do ambiente onde vive. Para alguns, a ingestão de aproximadamente dois litros de água por dia pode ser suficiente. Bebês até seis meses de idade, por exemplo, com amamentação materna exclusiva, não necessitam ingerir água, pois a substância está presente no leite materno.

Fonte: Estadão