Categoria B1 na CNH: você sabe o significado da categoria na nova CNH?

0
5564

A nova CNH está com mais categorias, incluindo a B1. O que muitos motoristas querem saber é se devem trocar o documento pelo modelo mais moderno.

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) passou por importantes mudanças em 2022. Entre elas, a inclusão de novas categorias que ainda são desconhecidas por muitos condutores. Você sabe o que significa a B1 na nova CNH? Descubra agora.

O documento passa a contar com 13 opções de categoria. Com a inclusão, muitos brasileiros estão em dúvida se devem ou não renovar a CNH antes do vencimento para atualizarem o documento. A boa notícia é que, segundo o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) a troca não é necessária antes do prazo de vencimento.

B1 na CNH

A nova CNH indica uma tabela com as categorias que são seguidas em outros países. Ou seja, é uma padronização com base no modelo internacional do documento.

Na prática, a ideia é apenas facilitar a identificação pelos agentes de trânsito de outros países. Por exemplo, quando o motorista brasileiro estiver fora do território nacional.

As categorias no Brasil não mudaram em nada. Então ninguém precisa correr para fazer novas provas teóricas e práticas para garantir o direito de circular.

As novas CNHs emitidas no Brasil chegam com categorias como a A1, B1, C1 e BE. De acordo com o Conselho Nacional de Trânsito, as subcategorias consideram as cilindradas das motos ou ainda o tipo de câmbio dos carros, sendo manual ou automático.

As categorias no Brasil são:

  • Categoria A: condutor de veículo motorizado de duas ou três rodas, podendo ou não ter carro lateral.
  • Categoria B: condutor de veículo motorizado que não é abrangido pela categoria A, com peso bruto total que não pode exceder três mil e quinhentos quilogramas. A lotação também não pode exceder oito lugares, sem contar o motorista.
  • Categoria C: condutor de veículo que é abrangido pela categoria B, de veículo motorizado utilizado em transporte de carga. O peso bruto total pode exceder os três mil e quinhentos quilogramas.
  • Categoria D: condutor de veículo que é abrangido pelas categorias B e C, de veículo motorizado utilizado no transporte de passageiros. A lotação pode exceder oito lugares, excluído o do motorista.
  • Categoria E: condutor de combinação de veículos em que a unidade tratora possa se enquadrar nas categorias B, C ou D, cuja unidade acoplada, reboque, semirreboque, trailer ou articulada ultrapasse os 6 mil quilos ou mais de peso bruto total, com lotação excedendo os oito lugares.
 

A categoria B1 na CNH considera também os triciclos e quadriciclos. Veja como fica:

  • A1: permissão para conduzir veículos de duas rodas de até 125 cilindradas;
  • B1: triciclos e quadriciclos, conhecidos como microcarros;
  • C1: automóveis pesados de transporte de carga de até 7500 quilos, podendo ter reboque, desde que não ultrapasse 750 quilos;
  • D1: veículos de passageiros com lotação máxima de 17 passageiros, incluindo o condutor. O comprimento máximo deve ser de 8 metros, e o reboque não deve ultrapassar os 750 quilos.

Fonte: Edital Concursos Brasil

Nova CNH trouxe novas categorias, mas nada muda para os motoristas - Blog  do Caminhoneiro