A intolerável intolerância

A intolerância é uma atitude mental. E que fique claro. O texto de hoje já começa assim, caracterizando qualquer tipo de gente intolerante de retardado. Parece forte? Mas não é. Ou se é, que seja. O que não pode acontecer mais são esses ataques histéricos de grupos e de pessoas incapazes de aceitar a opinião contrária e querem cercear a opinião pública com diversas formas de comportamento, usando de tudo, menos de argumentos plausíveis e respeitáveis.

Pode parecer o óbvio eu dizer que a intolerância é uma atitude mental. Mas acontece que isso agrava mais o problema. Pois trata – se de distúrbios mentais oriundos de problemas mal resolvidos   na construção pessoal de cada um no que tange a plenitude de ser que todos nós devemos ter.  São elementos  carregados  dentro de si, que formam recalques monstruosos  que precisam ser emergidos do profundo da alma a fim de que toda essa revolta e raiva seja extirpada. Daí gera então o preconceito. Um certo mecanismo de defesa que a psicanalise tá aí pra ajudar. Afinal, o que é o preconceito se não o repúdio e a não aceitação de evidências e características  exteriores que são peculiares a cada um?

A intolerância no Brasil é parte daquilo que Sergio Buarque de Holanda chama de “cordial” no sentido de ódio e preconceito, que vem do coração como a hospitalidade e simpatia. Em vez de cordial eu prefereria dizer que o povo brasileiro é passional. Pessoa passional é aquela que age movida pela paixão, pela falta de controle emocional. É aquela que tem comportamento impulsivo e inconsequente, desprovido de razão. É aquela que cria situações desastrosas e não conseguem raciocinar quando o assunto é sentimento. Pessoa passional é a que se revela impulsiva e descontrolada, no amor ou na raiva. Ser passional é ser egoista a ponto de agir sem medir as consequências. E isso gera então o que?  Nada mais nada menos do que a  intolerância.
Para fazer coexistir os diversos tipos de coisas, de gente, de comportamento, de idéias e de opiniões  devemos alimentar em nós a tolerância. A tolerância é a capacidade de manter, positivamente, a coexistência difícil e tensa dos dois pólos, sabendo que eles se opõem mas que com-põem a mesma e únca realidade dinâmica.

O risco permanente e o mais fatídico  é a intolerância. Ela reduz a realidade, pois assume apenas um pólo e nega o outro. Coage a todos a assumir o seu pólo e a anula o outro, como o faz de forma criminosa o Estado Islâmico e a Al Qaeda. O fundamentalismo e o dogmatismo tornam absoluta a sua verdade. Assim eles se condenam à intolerância e passam a não reconhecer e a respeitar a verdade do outro.

Como disse certa feita, Leonardo Boff ” A tolerância é antes de mais nada uma exigência ética. Ela representa o direito que cada pessoa possui de ser aquilo que é e de continuar a sê-lo.”  Esse direito foi expresso universalmente na regra de ouro “Não faças ao outro o que não queres que te façam a ti”. Ou formulado positivamente:”Faça ao outro o que queres que te façam a ti”.

O tolerante não é aquele que concorda com o alheio. O tolerante não é aquele que aplaude a qualquer opinião. Ser tolerante não é ser desprovido de opinião e argumentos. Eu posso muito bem ser contrário ao que quiser e defender o que acredito, mas sem caminhar nos trilhos da agressão, e da falta de consciência para com as experiências pessoais de cada um.

As sociedades devem se organizar de tal maneira que todos possam, por direito, se sentir incluídos sem depreciação. Mas que cada um saiba de suas próprias responsabilidades. E o que não pode haver é uma determinação de uma parte em detrimento de um todo. Não é ético nem tolerante eu partir do particular para o geral atribuindo aquilo que creio como sendo a maior verdade absoluta.

Bom, que possamos caminhar por esta vida com nossa própria identidade sem cercear a identidade do próximo.

Que Deus nos abençoe e um abraço do João Marques.

The following two tabs change content below.
Escritor, teólogo, trompetista, psicanalista e pregador do Evangelho. Amante da Literatura e da Filosofia. Apaixonado pelas Escrituras. Casado e membro da Igreja Cristã Unidade da Fé. Matérias relacionadas à religião, Igrejas Evangélicas, espiritualidade e atualidades.

Latest posts by João Marques (see all)

Comentários