Veja imagens do cometa raro que vem se aproximando da Terra

0
52

Conforme noticiado pelo Olhar Digital, um grande evento astronômico promete agitar os céus em fevereiro. O recém-descoberto cometa C/2022 E3 (ZTF) vai passar próximo à Terra de forma tão brilhante que poderá ser visto a olho nu. Segundo os astrônomos, a última vez que ele cruzou a nossa órbita, o mundo era habitado pelos neandertais, há 50 mil anos.

Acontece que o objeto, que fará sua passagem mais próxima do Sol nesta quinta-feira (12), vindo em direção ao nosso planeta, já vem sendo flagrado pelas lentes de diversos telescópios amadores e profissionais do mundo todo – e, claro, a maioria dessas imagens já está “pipocando” nas redes sociais.

Entre os dias 1 e 2 do mês que vem, o cometa alcançará o perigeu (ponto mais próximo) da Terra, quando estará a cerca de 42 milhões de quilômetros do planeta. Se as imagens abaixo já são incríveis, vocês já podem prever que registros ainda mais impressionantes devem ser feitos nessa ocasião.

 

Um registro do cometa C/2022 E3 (ZTF) foi, inclusive, escolhido como Imagem Astronômica do Dia (APOD) da NASA nesta segunda-feira (9).

Segundo o site Starlust, quem também quiser observar o cometa C/2022 E3 (ZTF) deve procurá-lo na constelação de Camelopardalis, quando a Lua estiver escura. A lua nova do dia 21 deste mês pode ser uma ótima oportunidade para isso.

Cometa da Era do Gelo

A observação do C/2022 E3 (ZTF) tem tudo para ser um momento muito especial, principalmente em razão de seu longo período de órbita solar. Segundo o Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da NASA, o esse trajeto dura cerca de 50 mil anos, de modo que a última vez que ele passou tão perto da Terra foi no Paleolítico Superior.

Isso quer dizer que a oportunidade mais recente que os humanos tiveram de observá-lo foi durante a última Era do Gelo. Nessa época, os últimos neandertais ainda estavam vivos, já que eles foram extintos cerca de 10 mil anos após o último perigeu, quando os primeiros homo sapiens estavam surgindo.

O cometa C/2022 E3 (ZTF) foi detectado em março de 2022 por uma câmera de pesquisa do Zwicky Transient Facility (algo como Facilidade transitória Zwicky, em português). Quando ele ainda estava próximo a Júpiter, os pesquisadores acreditavam ser um asteroide na órbita do planeta, mas logo ele começou a brilhar mostrando ser um cometa.

Quando descoberto, o cometa brilhava em uma magnitude de 17,3. Em novembro, o índice caiu para 10, e estima-se que possa chegar a 6. As imagens mais recentes do C/2022 E3 (ZTF) mostram um halo formado de gás e poeira que brilha ao seu redor em tom esverdeado. Além disso, uma cauda cometária fraca e longa estende-se do seu corpo.

Fonte: Yahoo – Olhar Digital