Garis de Niterói e Rio sobem a serra em dia de mutirão de limpeza após temporal em Petrópolis

0
95

Mais de 450 funcionários das duas prefeituras percorreram as áreas mais atingidas para remover entulhos e lama

Mais de 450 garis do Rio e de Niterói subiram a serra neste domingo (20) para trabalhar em um mutirão de limpeza organizado pela prefeitura de Petrópolis após o temporal da terça-feira (15).
 
Após as fortes chuvas que atingiram o município, diversas vias ficaram cobertas de lama e destroços em razão das enchentes e deslizamentos de terras. 
 
Neste domingo, os garis percorreram os bairros mais atingidos pelo temporal para retirar o acúmulo de lama e remover os entulhos deixados pela forte chuva da terça-feira passada. O mutirão de limpeza é organizado pela Frente Nacional dos Prefeitos, também com atuação da prefeitura do Rio e de Niterói. 
 
Mais de 200 trabalhadores da Companhia de Limpeza de Niterói (Clin) e da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconser) de Niterói atuaram no mutirão de limpeza. O trabalho da equipe da Clin começou pela Rua do Imperador, no Centro Histórico da cidade, e se estendeu para outros pontos da cida. Os profissionais contaram com caminhão-pipa com jato d’água, maquinário, equipamentos e ferramentas nas regiões mais atingidas pelas chuvas. 
 
Além disso, dez assistentes sociais da prefeitura de Niterói foram enviados para Petrópolis para atender as vítimas. Desde quinta-feira (17), a prefeitura informou que a Defesa Civil tem deslocado equipes diárias com engenheiros, arquitetos, geógrafos e especialistas em geoprocessamento para a cidade atingida pelo temporal. Equipes da Secretaria de Proteção Animal de Niterói também atuaram no resgate de animais na cidade imperial.
 
O prefeito de Niterói, Axel Grael, esteve presente na cidade imperial para acompanhar o trabalho da força-tarefa montada pela prefeitura de Niterói. “Além de auxiliar na limpeza das ruas, Niterói está auxiliando a Prefeitura de Petrópolis com equipes da Assistência Social, Defesa Civil e Proteção Animal para dar suporte ao trabalho de buscas e também no apoio emocional às famílias que foram afetadas por essa tragédia.
 
Estamos trabalhando de forma articulada com o prefeito Rubens Bomtempo desde o primeiro dia, e oferecemos ajuda também com projetos de recuperação da cidade”, detalhou o prefeito.
 
O presidente da Clin, Luiz Fróes, ressaltou que o momento é de solidariedade com o município vizinho e que os servidores da companhia estão prontos para cooperar. “Niterói está estendendo a mão para ajudar no que nós pudermos, assim como outros municípios também estão de mãos dadas aqui. A população de Niterói sempre é solidária. Nenhuma cidade se ergue dessa situação de guerra sem apoio. Nós estamos aqui representando aqueles que não podem vir pra cá”, afirmou Fróes.
 
A Comlurb enviou neste domingo uma equipe de 250 garis para contribuir com a limpeza das ruas mais atingidas. Eles fizeram raspagem, remoção de lama e recolhimento de galhadas para garantir a desobstrução das vias, principalmente na Rua Teresa. 
 
A companhia municipal de limpeza urbana também contou com mais 20 pessoas de apoio e diversos equipamentos e veículos, como 15 caminhões basculantes grandes, dois basculantes menores, cinco pás mecânicas, duas mini pás mecânicas, quatro pipas d’água e duas vans com equipamento para motomba, para lavagem hidráulica das vias com água de reuso, cinco conjuntos acoplados, com cesto aéreo e equipamento para remoção de galhadas, um caminhão para destoca, cinco vans de podas, 50 motosserras e motopodas.
 
Além disso, a Comlurb informou que o trabalho pode prosseguir durante a próximo semana, caso necessário a atuação dos profissionais ainda na retirada de destroços das ruas. 
 
A Guarda Municipal do Rio fez a escolta dos veículos da Comlurb com oito motociclistas do Grupamento de Guardas Motociclistas (GGM) e uma viatura do tipo furgão, que levou donativos arrecadados por agentes do próprio GGM e também dos Grupamentos Tático Móvel (GTM) e de Operações Especiais (GOE). Em Petrópolis, os oito integrantes do GGM e mais três guardas apoiaram no ordenamento do trânsito. 
 
Neste domingo, o prefeito Eduardo Paes acompanhou a saída dos profissionais para a cidade serrana e comentou em uma rede social sobre a força-tarefa. “Nosso exército laranja indo ajudar na recuperação da querida cidade de Petrópolis!”, disse ele. 
Continua após a publicidade
 
O presidente da Comlurb, Flávio Lopes, falou sobre o trabalho da Companhia neste domingo. “Estamos aqui em Petrópolis, a pedido do prefeito Eduardo Paes, com uma equipe de mais de 250 homens, em uma operação muito grande na Rua Teresa. Nosso compromisso é entregar a via limpa até o fim do dia”, afirmou.
 
Neste sábado, o presidente da Comlurb, Flávio Lopes, e os diretores de Limpeza Urbana, Guilherme Gomes, e de Serviços Urbanos, Renato Rodrigues, estiveram em Petrópolis para avaliar a condição do local e fazer pequenos ajustes operacionais no planejamento para a chegada das equipes. 
 
“Estamos aqui em Petrópolis, a pedido do prefeito Eduardo Paes, com uma equipe de mais de 250 homens, em uma operação muito grande na Rua Teresa. Nosso compromisso é entregar a via limpa até o fim do dia”, afirmou o presidente da Comlurb durante a ação neste domingo.
 
A Defesa Civil Municipal enviou dez servidores para ajudar a Defesa Civil de Petrópolis nos trabalhos na cidade. Além disso, a Secretaria de Saúde mandou para o município serrano 50 mil máscaras KN95 e mais de 145 mil medicamentos, entre antibióticos, corticoides e antifúngicos.
 
Mutirão 
 
Mais de dois mil homens atuam na megaoperação que foi feita diversos pontos da cidade. Para garantir agilidade no serviço, a prefeitura de Petrópolis fez um apelo para que os petropolitanos evitem sair de casa.

“Contamos com o apoio da população e de todos que estão vindo para cidade ajudar nesse momento. Precisamos das vias livres para que o trabalho seja eficiente. Com as vias limpas poderemos dar agilidade aos trabalhos de recuperação da cidade”, enfatizou o prefeito Rubens Bomtempo.

 
Ele agradeceu pela colaboração do poder público das cidades. “Temos uma relação histórica com Niterói, por exemplo, e eu tenho certeza que essa colaboração entre os municípios fica como um exemplo de solidariedade. Essa rede de solidariedade que está subindo a serra tem sido extremamente importante”, ressaltou Bomtempo.