Chuva constante que atinge o estado do RJ causa transtornos

0
21

O Corpo de Bombeiros atendeu mais de cem ocorrências nas últimas 24 horas

As intensas e constantes chuvas que atingem a Região Sudeste provocaram impactos no estado do Rio neste fim de semana. 

O Corpo de Bombeiros do Rio atendeu mais de cem ocorrências relacionadas às chuvas nas últimas 24 horas, incluindo cortes de árvores, deslizamentos, inundações e salvamentos de pessoas ilhadas, mas não houve registro de vítimas fatais até a última atualização desta reportagem.

Em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, seis casas precisaram ser interditadas pela Defesa Civil, no Morro da Igrejinha, no Largo da Batalha. 

Segundo a Prefeitura, apenas um imóvel desabou parcialmente. Até o momento, nenhuma sirene precisou ser acionada e não houve registros de feridos ou vítimas. A Secretaria Municipal de Assistência Social prestou auxílio às famílias, que preferiram ficar em casas de parentes.

Em uma gravação feita por moradores, é possível escutar uma moradora pedindo socorro após perder a casa no deslizamento.

A Defesa Civil do Município informou que, em 48 horas, choveu mais de 106% cerca de 156 mm do previsto, representando um valor acima da média para todo o mês de janeiro. As regiões de Itaipu, Santa Bárbara, Maceió, Engenho do Mato e Várzea das Moças registraram os maiores acumulados pluviométricos.

Em Barra Mansa, no Sul Fluminense, três imóveis e uma garagem precisaram ser interditados. Além disso, duas ocorrências de deslizamento foram registradas nos bairros São Sebastião e Vila Independência. A Secretaria de Assistência Social também prestou auxílio, mas as famílias ficaram na casa de parentes. 

Em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, as chuvas provocaram alagamentos de algumas ruas dos bairros Vila Urussaí e Vila Maria Helena, no segundo distrito, onde houve o transbordamento do Rio Saracuruna. 

Não há registro de desalojados ou desabrigados. Funcionários, com o auxílio de máquinas, estão atuando nos locais afetados com desobstrução de ralos e caixas de areia, e na abertura de valas para facilitar o escoamento das águas.

A Prefeitura informou também que os rios que cortam o município estão sendo monitorados pelo Inea e pela Defesa Civil. Um alerta máximo foi disparado por SMS pela Defesa Civil por causa da previsão de chuvas de moderada a forte, a partir da tarde e, por causa do solo saturado em algumas regiões, podem ocorrer deslizamentos de solo.

Em vídeos gravados por ouvintes da BandNews FM, é possível escutar um morador relatando as cheias que tomaram carros e casas em Saracuruna.

Em Petrópolis, na Região Serrana, a Defesa Civil atendeu a 53 ocorrências por causa das chuvas, mas todas sem gravidade e sem vítimas. Em caso de emergência, o morador pode ligar para o 199, número da Defesa Civil.

Fonte: Band News FM